Impresso em: 21/10/2019 01:44:07
Fonte: http://www.redeto.com.br/noticia-299-servidores-da-educacao-do-norte-do-estado-ameacam-entrar-em-greve.html

Servidores da educação do norte do estado ameaçam entrar em greve

15/03/2013 09:52:42

Sintet
Assembleia no Sintet em Araguaína discute mudança no pagamento da data-base

REDAÇÃO


Professores de três cidades do Norte do Tocantins, Araguaína, Piraquê e Mucirilândia, ameaçam entrar em greve caso não sejam atendidas as reividicações da categoria. 

Em entrevista a REDETO, o presidente da regional de Araguaína do Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Tocantins (Sintet), Jesulê José Guida da Silva, explicou o que pedem os profissionais da educação destas três cidades.


Araguaína

Jesulê explicou que são três as principais reivindicações da categoria na cidade: o pagamento da data base aos professores, que deve ser feito no mês de março, a aprovação do plano de carreira para os funcionários administrativos da educação, previsto pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) e a não aprovação de um projeto de Lei do Executivo que prevê a redução de 10 para 4% da porcentagem da data-base dos servidores do magistério.

Sobre o projeto da Prefeitura, Jesulê afirmou que nem o Conselho Municipal de Educação, nem o Sintet tinham sido informados da mudanças. "Não fomos comunicados sobre a mudança, que traz prejuízos para a classe trabalhadora", afirmou o representante do Sintet.

A Prefeitura de Araguaína informou que na próxima segunda-feira (18), as 10 horas da manhã, vai se reunir com a categoria para discutir as mudanças propostas.

Piraquê


Já em Piraquê, os profissionais da educação cobram o cumprimento do piso salarial. Segundo eles, a prefeitura estaria pagando apenas 30 das 40 horas semanais trabalhadas. 

De acordo com Emanuel Messias da Silva, secretário de educação do município, o pagamento foi reduzido porque também houve uma diminuição do repasse de recursos pelo Fundeb. 


Na segunda-feira também deve ser realizada uma reunião com os trabalhadores para discutir o assunto.

Muricilândia

Na cidade de Muricilândia, a reivindicação do Sintet diz respeito a Comissão de Gestão e Restruturação do Fundeb.

A categoria afirma que pessoas sem conhecimento técnico suficiente estariam ocupando a comissão, o que contraria um acordo realizado com a classe.