Impresso em: 01/04/2020 15:04:05
Fonte: http://www.redeto.com.br/noticia-18035-suspeitos-de-assaltar-r-40-mil-de-casa-loterica-no-to-gastaram-todo-dinheiro-com-drogas-e-farras-rou.html

Suspeitos de assaltar R$ 40 mil de casa lotérica no TO gastaram todo dinheiro com drogas e farras: roubo aconteceu em fevereiro

25/05/2015 14:36:58

Divulgação/SSP-TO
Domingos Vieira da Silva, de 18 anos, e Rafael Alves da Costa, vulgo "Canela", são acusados de participar do assalto a casa lotérica de Aguiarnópolis

REDAÇÃO


A Polícia Civil (PC) concluiu o inquérito sobre o assalto a uma casa lotérica, em Aguiarnópolis, no extremo-norte do Tocantins, no último dia 18 de fevereiro. De acordo com o delegado regional Tiago Daniel dde Moraes, o crime contou com a participação de três jovens: Domingos Vieira da Silva, de 18 anos, Rafael Alves da Costa, vulgo "Canela", e um adolescente de 17 anos.

Conforme as investigações, Domingos e o menor, ambos moradores de Tocantinópolis, chegaram à lotérica de Aguiarnópolis em uma moto. Armados com um revólver calibre 32 e sem tirar os capacetes, os dois jovens entraram no estabelecimento, renderam a funcionária e, em seguida, roubaram R$ 40 mil. A moto usada no crime, segundo a polícia, foi emprestada por Rafael. 

O delegado informou que Domingos está preso desde o dia 19 de maio. Além do assalto a casa lotérica, ele também é acusado de tentar matar policiais militares, em Araguaína, e roubar um supermercado, em Tocantinópolis. O suspeito está detido na Casa de Prisão Provisória (CPP) de Araguaína. Já Rafael, que também é acusado de roubar a lotérica de Nazaré, está encarcerado na cadeia pública de Tocantinópolis. Ele disse que recebeu R$ 1,3 mil pelo empréstimo da moto utilizada no assalto. A mesma quantia recebeu o adolescente, que emprestou a arma de fogo. 

Segundo a polícia, os suspeitos gastaram o dinheiro roubado com muitas farras, drogas e bebedeira em Palmas, Araguaina e Tocantinópolis.

A arma usada no assalto a lotérica de Aguiarnópolis foi apreendida um dia depois do crime, com o irmão de Domingos, Antonio Viera da Silva. Ele e um adolescente assaltaram o posto de venda de passagens da empresa Pipes e acabaram sendo presos em flagrante.