Impresso em: 23/10/2019 09:33:42
Fonte: http://www.redeto.com.br/noticia-26896-estudante-e-a-primeira-mulher-do-tocantins-a-competir-na-canoagem.html

Estudante é a primeira mulher do Tocantins a competir na canoagem

15/04/2019 22:56:13

Divulgação/Luciana Pires
Jennyffer Rayelle Nascimento Santos, 14 anos, se prepara para competir no Campeonato Brasileiro de Canoagem

A estudante da Escola de Tempo Integral (ETI) Almirante Tamandaré, de Palmas, Jennyffer Rayelle Nascimento Santos, 14 anos, é a primeira mulher tocantinense a competir na modalidade canoagem. Já são três anos de conciliação entre estudos e treinos esportivos, escolha que rendeu conquistas.

O preparo obtido na atuação em diversas áreas esportivas resultou em várias medalhas, nos campeonatos brasileiros e no campeonato sul americano, como atleta da modalidade canoagem em caiaque. Agora ela se dedica à modalidade canoagem de velocidade, categoria que será introduzida nos Jogos Olímpicos de 2020, em Tóquio, no Japão.

Em junho deste ano, ela estreia oficialmente na competição em canoa, no Campeonato Brasileiro de Canoagem Maratona, que acontece em Palmas. Já em agosto de 2019, ela deve participar do Campeonato Brasileiro de Canoagem Velocidade e Paracanoagem, que acontece em Brasília-DF, cujo resultado será decisivo para a conquista de vaga na fase internacional, ainda este ano.

De acordo com o treinador, Raul Tamayo, a atleta tem muito talento para a canoagem. “Ela tem muita vontade e foco, uma de suas características como atleta que é ser muito competitiva. Isso é muito importante para a canoagem olímpica de velocidade”, destaca. A atleta abre caminho como incentivo para outras estudantes participarem do esporte uma vez que a intenção é formar uma equipe de canoagem feminina de alta performance na Capital.

Jennyffer sente uma alegria imensa em ser a primeira atleta a representar o Tocantins na modalidade feminina e conta que pra isso foi necessário muito esforço. A atleta relata que passa o dia na escola e que os treinos acontecem após o horário das aulas, no Parque Cesamar. A jovem define que é necessário bastante foco, determinação e muito fôlego para suportar a rotina de estudos e treinos.

A mãe da estudante, Delbra Nascimento, acompanha diariamente a sua rotina de treinos. Ela destaca a disciplina e dedicação da garota aos estudos, esporte e família. Relata também as barreiras enfrentadas pela atleta para permanecer no esporte e visualiza tais dificuldades como caminho para um futuro melhor.

Trajetória

- Em 2018, com 13 anos, representando Palmas-TO, foi medalhista de ouro no Campeonato Brasileiro de Canoagem Velocidade e Paracanoagem com caiaque (K1), em Curitiba-PR.

- Em 2017, com 12 anos, representando Porto Nacional-TO, ela alcançou bronze no Campeonato Brasileiro e no mesmo ano representou o Brasil no Campeonato Sul-Americano no Uruguai, onde também conquistou bronze (K4 menor).

- Em 2015, com 11 anos, representando Porto Nacional-TO, alcançou bronze no Campeonato Brasileiro Infantil. 

 

Da Secom/Prefeitura