Impresso em: 23/02/2018 11:34:34
Fonte: http://www.redeto.com.br/noticia-3267-plansaude-medicos-param-atendimentos-pelo-plano.html

PlanSaúde: Médicos param atendimentos pelo plano

09/07/2013 13:19:07

Divulgação
Médicos dizem que só voltam a atender pelo PlanSaúde quando a dívida com os profissionais for paga

REDAÇÃO


Sete sindicatos tocantinenses protocolaram nesta terça-feira, 09, na Secretaria de Estado da Administração (Secad) um pedido de auditoria nas contas do Plansaúde, programa de assistência médica dos servidores públicos estaduais. 

A ação contou com a participação dos seguintes sindicatos: Sindicato dos Médicos do Estado do Tocantins (Simed), o Sindicato dos Servidores Púbicos no Estado do Tocantins (Sisepe), o Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado do Tocantins (Sintet), o Sindicato dos Profissionais de Enfermagem do Estado do Tocantins (Seet), o Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Tocantins (Sinpol) e o Sindicato dos Cirurgiões Dentistas do Estado do Tocantins (Sicideto).

De acordo com as entidades, a medida é uma resposta a falta de pagamento aos profissionais credenciados ao Plansaúde. Janice Painkow, que preside o Simed, declarou que, durante reunião nesta segunda-feira, 08, os médicos decidiram paralisar o atendimento aos usuários do plano. "O
s profissionais vão ficar sem atender até que a dívida seja paga", declarou.

Entenda o caso

Em abril 2013, um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) foi firmado a fim de garantir o atendimento e assistência médica aos usuários do PlanSaúde sem interrupção.

No acordo, a Secad se comprometeu a regularizar a data de pagamento de todas as faturas hospitalares atrasadas no prazo máximo de 120 dias. A secretaria garantiu que não haveria atrasos nos repasses do estado para a Unimed e para os prestadores pessoa jurídica. A multa por descumprimento do TAC era de R$ 20 mil.

Para o órgão, a paralisação é imprópria, uma vez que o prazo previsto no acordo ainda não foi encerrado. Segundo a Secad, até o fim da semana um novo repasse deverá ser feito.