Impresso em: 27/09/2020 18:51:49
Fonte: http://www.redeto.com.br/noticia-3642-funcionarios-de-terceirizadas-da-celtins-entram-em-greve.html

Funcionários de terceirizadas da Celtins entram em greve

25/07/2013 08:48:32

Sérgio Aparecido Fernandes/Arquivo Pessoal
Uma audiência foi marcada para esta quinta-feira, 25, com o intuito de pôr fim ao impasse

REDAÇÃO


Cerca de mil funcionários das empresas que prestam serviços para a Companhia de Energia Elétrica do Estado do Tocantins (Celtins) entraram em greve nesta quarta-feira, 24. A categoria promete paralisar as atividades por três dias.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Eletricidade do Estado do Tocantins (STEET), Sérgio Aparecido Fernandes, em reunião ocorrida no início de junho com o Sindicato das Indústrias da Construção Civil (Sinduscon-TO), que representa as empresas terceirizadas, ficou combinado que a partir do dia 1º de julho os trabalhadores receberiam um aumento médio de 30% no salário, além de um reajuste no vale alimentação, passando de R$ 104 para R$ 400.

Fernandes explica que a Celtins foi contra à decisão, alegando que não tinha condições financeiras para arcar com o aumento firmado durante o encontro. Como consequência, as empresas terceirizadas tiveram que recorrer à justiça do trabalho pedindo a suspensão do cumprimento das condições negociadas na assembleia.

A justiça decidiu a favor das empresas, suspendeu a aplicação do reajuste salarial e do aumento no vale alimentação dos empregados terceirizados.

No dia 12 de julho, foi realizada uma audiência com as empresas que prestam serviços para a concessionária. Nela, o juiz recebeu a defesa do sindicato e marcou uma nova audiência para o dia 12 de agosto. Insatisfeito com a demora, o STEET deflagrou a greve.

O presidente do Sinduscon, Paulo Tavares, informou, através de nota, que, em razão da greve, a Justiça do Trabalho antecipou a audiência para esta quinta-feira, 25.