Impresso em: 23/02/2018 19:25:08
Fonte: http://www.redeto.com.br/noticia-25977-tocantins-adota-cnh-digital-entenda-como-funciona-a-novidade.html

Tocantins adota CNH digital; entenda como funciona a novidade

09/02/2018 13:18:30

Fotos: Divulgação
Para obter a carteira de habilitação eletrônica, o condutor deve ter a carteira de habilitação impressa com o Quick Response Code (QR Code)

O governador Marcelo Miranda (PMDB) lançou na manhã desta quinta-feira, 8, a Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica (CNH-e) e quatro novos serviços que agora passam a ser feitos de forma online, sem que o cidadão tenha que sair de casa. Entre eles a troca definitiva e 2ª Via da CNH, além da Renovação e Permissão Internacional de Direção (PID).

Na ocasião, o governador também entregou 50 kits de coleta biométrica. Ainda foram inauguradas as obras de reforma do Bloco I, onde estão a presidência e algumas diretorias; e do Bloco IV, onde funcionam a Ouvidoria, a Gerência de Multas, Tecnologia da Informação e outros serviços relacionados ao sistema de documentação de veículos. Nas obras de infraestrutura estão sendo investidos cerca de R$ 2,8 milhões.

De acordo com o governador Marcelo Miranda, os investimentos no Departamento de Trânsito do Tocantins irão continuar. "Estamos implantando no Detran Tocantins melhorias essenciais, tanto em sua estrutura física quanto em tecnologia dos serviços oferecidos à população. Além desses blocos que entregamos hoje, temos o planejamento de, até o final desse primeiro semestre, entregar os demais blocos e o estacionamento da sede aqui em Palmas”, disse.

CNH-e

O Tocantins está entre os quatro estados, mais o Distrito Federal, a implantar a Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica (CNH-e). Para obtê-la, o condutor deve ter a carteira de habilitação impressa com o Quick Response Code (QR Code), pois o formato armazena dados dentro do sistema criptografado de acesso às informações. Em seguida, ele precisa acessar o portal www.serpro.gov.br e preencher o formulário de solicitação.

Após o cadastro, o usuário vai receber e-mail enviado pelo Serpro (Serviço de Processamento de Dados do Governo Federal) para criação de senha. O próximo passo é ir ao balcão de atendimento do Detran para confirmar os dados, levando junto um comprovante de endereço. Com tudo certo, ocorre a liberação da CNH-e.

Kits Biométricos

Com investimentos na ordem de R$ 624 mil, o Detran adquiriu um total de 50 kits, que possibilitarão que o órgão tenha seu próprio banco de dados e faça, ele mesmo, a coleta biométrica para o processo de confecção da CNH. Dos 50 kits, 16 serão para o Instituto de Identificação da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) e os outros 34 para o Detran e Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans).

O passo seguinte é a integração das informações entre os dois órgãos, SSP e Detran, visando a validação dos dados dos cidadãos. Com isso, o órgão deixa de pagar pela captura das digitais, economizando por mês mais de R$ 500 mil, e por ano, mais de R$ 5 milhões.


 

Com Secom/Governo do TO