Impresso em: 13/08/2022 08:32:47
Fonte: http://www.redeto.com.br/noticia-618-palmas-registra-aumenta-nos-casos-de-violencia-domestica.html

Palmas registra aumenta nos casos de violência doméstica

27/03/2013 11:24:22

European Parliament/Flickr

Depois de implantar a ficha de notificação compulsória para violência doméstica, sexual e demais tipos de violência e capacitar técnicos de todas as Unidades de Saúde da Família (USF) da Capital, o Núcleo de Vigilância e Prevenção das Violências e Acidentes da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) identificou aumento no número de notificações de atendimentos de vítimas de violência doméstica em Palmas nos últimos quatro anos.

Para a responsável técnica do Núcleo, Valéria Arantes, o aumento de 75% nas notificações registradas no período de 2009 e 2012 representa melhora identificação de vítimas de violências pela rede municipal de saúde e ampliação do acesso ao atendimento de pessoas vítimas de violência.


Os registros mostram que, em 2008, foram notificados 228 casos de violência doméstica. Em 2012, o número de notificações subiu para 401. Em 2013, 59 notificações foram registradas até o dia 25 de março.

Álcool

Entre os fatores externos ligados às causas da violência o álcool foi identificado como relacionado a 38% (530) dos 1565 casos notificados entre 2009 e 2013.

Dentre os registros de violência doméstica relacionados ao álcool, 73,9% se referem a agresssores do sexo masculino. Sendo que 41,8% desses agressores haviam consumido álcool.

Subnotificação

Segundo Valéria, esses dados ainda não refletem a relidade da violência doméstica na Capital, pois ainda é grande a subnotificação de casos e mesmo o silêncio da vítimas, pois segundo a técnica, em geral, são os casos com sequelas físicas, que exigem atendimento ambulatorial ou hospitalar.

Ela explica ainda que a notificação de violência doméstica é obrigatória desde 2011 e todas as USF e Unidades de Pronto Atendimento (UPA) de Palmas podem registrar esses casos. "É direito de todas as vítimas exigir a notificação, pois esses dados servem de alerta e podem servir de apoio ao planejamento de ações de prevenção às violências e causas externas", enfatiza. 


 

Da Assessoria da Prefeitura