Impresso em: 14/10/2019 02:28:45
Fonte: http://www.redeto.com.br/noticia-26731-perseguicao-policial-termina-com-quatro-homens-mortos-no-to.html

Perseguição policial termina com quatro homens mortos no TO

12/12/2018 15:34:52

Divulgação/PM-TO
Perseguição da PM a suspeitos de roubar carro do Uber terminou com a morte de quatro suspeitos; dois revólveres e duas pistolas foram apreendidas na ação

REDAÇÃO
REDE TO


Uma perseguição da Polícia Militar terminou com a morte de quatro pessoas, na manhã desta terça-feira, 12, na TO-010, entre as cidades de Palmas e Miracema do Tocantins, na região central do estado. Os quatro homens mortos eram suspeitos de roubar um carro na capital.

A PM afirma que foi acionada depois que um motorista do aplicativo Uber ligou para o telefone "190" informando que tinha sido assaltado. Os policiais montaram barreiras nas entradas e saídas da cidade com o objetivo de prender os criminosos.

O veículo roubado e outro que tinha dado suporte para os suspeitos foram localizados por militares da Rotam
 (Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas), em uma das blitzen, realizada na TO-010. A polícia diz que deu ordem de parada para os carros, mas os ocupantes não teriam obedecido. 

A PM, então, deu início a uma perseguição aos suspeitos. Durante a fuga, em alta velocidade, o motorista do automóvel roubado perdeu o controle da direção e saiu da pista. Segundo a corporação, dois homens desceram do carro e ao invés de se entregar, atiraram contra os militares, que reagiram. No confronto, dois suspeitos foram baleados. 

Os outros dois assaltantes, por sua vez, deram sequência à fuga. Ao serem abordados, os suspeitos também teriam disparado contra a viatura da Rotam. Nesta nova troca de tiros, a dupla acabou atingida. 

A Polícia Militar afirma que prestou os primeiros socorros e encaminhou os quatro homens para atendimento médico no Hospital Geral de Palmas. De acordo com o HGP, nenhum deles resistiu aos ferimentos. Os corpos dos suspeitos foram encaminhados para exame e identificação no Instituto Médico Legal (IML) de Palmas.  

Na ação, a PM apreendeu dois revólveres, um calibre 32 e outro 38, e duas pistolas, uma de 9mm e uma de 40 com brasão da Polícia Civil do Tocantins. As armas possuíam munições deflagradas e intactas.

A PM disse que irá instaurar inquérito com o objetivo de apurar os fatos e destacou que "devido uma atuação técnica e minuciosa preparação, com treinamentos táticos, nenhum dos militares ficou ferido na ação".