Impresso em: 20/06/2018 21:44:10
Fonte: http://www.redeto.com.br/noticia-26028-homem-e-preso-suspeito-de-matar-ex-companheira-a-tiros.html

Homem é preso suspeito de matar ex-companheira a tiros

05/03/2018 15:43:20

Arquivo Pessoal
A técnica em radiologia Cirlene Pereira, de 29 anos, foi assassinada na porta de casa, neste domingo, 04, em Gurupi, na região sul do Tocantins

REDAÇÃO
REDE TO


Na semana em que é comemorado o Dia Internacional da Mulher, o Tocantins registrou, no fim de semana, mais um crime com caractéristicas de feminicídio. O assassinato aconteceu por volta das 22h20 deste deste domingo, 04, no residencial João Lisboa da Cruz, em Gurupi, na região sul do Tocantins. A vítima é a técnica em radiologia Cirlene Pereira, de 29 anos. 

De acordo com a Polícia Militar (PM), Cirlene estava na porta de casa, quando foi baleado com pelo menos cinco tiros. Os disparos atingiram a cabeça e o tórax da jovem, que chegou a ser socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu e morreu ao dar entrada no Hospital Regional de Gurupi (HRG). 

A Polícia Civil (PC) informou que o principal suspeito do crime é o ex-companheiro de Cirlene, que não aceitava o fim do relacionamento com a técnico em radiologia e, por isso, teria decidido matá-lo. Testemunhas relataram ter visto o homem perto da casa da vítima poucos minutos antes do assassinato. 

O ex de Cirlene foi preso nesta segunda-feira, 05, em uma chácara no setor Industrial. Em depoimento na Central de Flagrantes de Gurupi, o açougueiro Evandro Guedes de Sousa
 negou envolvimento com o crime. 

O corpo de Cirlene foi examinado no Instituto Médico Legal (IML) de Gurupi e liberado para sepultamento. Muito querida, a jovem trabalhava no regional da cidade há alguns meses. O sepultamento está marcado para a tarde desta segunda. 

Outro homicídio 

Gurupi já havia registrado um outro homicídio no sábado, 03. O crime aconteceu por volta das 22h27, no setor Vila Nova. A vítima, José Bonfim Pereira, foi morta a tiros por Daniela Dionisio de Souza. A mulher foi detida horas depois do crime, na casa dela, enquanto dormia. A suspeita foi levada para a delegacia, autuada por homicídio e permanece presa. A polícia investiga a motivação do assassinato.