publicidade
publicidade
Max:30° Min:22°
Araguaína
Araguaína-TO, segunda, 10 de dezembro de 2018
Siga a REDE TO

Ação Parlamentar

Eli Borges defende psicóloga que diz ser possível curar gays

Deputado disse que Marisa Lobo sofre perserguição religiosa

24/04/2014 20h58 | Atualizado em: 24/04/2014 21h11

Clayton Cristus Eli Borges criticou a atitude do Conselho Federal de Psicologia diante da psicóloga Marisa Loba

Uma moção de repúdio ao Conselho Federal de Psicologia foi aprovada, em regime de urgência, pelos deputados na noite desta quarta-feira, dia 23, na ordem do dia. Proposto pelo parlamentar Eli Borges (PMDB), o requerimento alega que a profissional Marisa Lobo sofre de perseguição religiosa por parte da entidade “nas menções cristãs em suas [contas] nas redes sociais”.

“O conselho tenta inibir e interferir na opção religiosa e cristã da profissional que, na sua particularidade, opta por preservar sua formação cristã em referência aos conceitos de família”, alega o deputado Eli. “O País em que vivemos preceitua, em sua Carta Magna, que convivemos em estado laico, onde o cidadão deverá escolher livremente sua religião”, concluiu.

Marisa é conhecida como defensora da proposta chamada de “cura gay”, que seria uma técnica de modificação da sexualidade. A iniciativa gerou grande polêmica, não foi autorizada pelo conselho da profissional e foi retirada do Congresso Nacional, onde tramitava.

Entre as outras matérias apreciadas, consta a convocação do presidente da Agência Tocantinense de Regulação (ATR) para explicar o reajuste tarifário de 13,9% sobre os serviços de saneamento, sugerida pelo deputado Sargento Aragão (Pros).

Ao povoado Tamboril, em Angico, o deputado Amélio Cayres (Solidariedade) solicita a construção de praça pública e ampliação e cobertura da quadra poliesportiva. Já a parlamentar Josi Nunes (PMDB) requer às operadoras de telefonia móvel Vivo e Oi a instalação de torres para a zona rural de Alvorada.

Outro requerimento aprovado, do deputado José Geraldo (PTB), solicita informações ao DNIT sobre o projeto de pavimentação asfáltica da BR 235 no trecho entre Pedro Afonso e a divisa com o Maranhão. Para os municípios tocantinenses, a parlamentar Luana Ribeiro (PR) pede a implantação da coleta seletiva.

Providências emergenciais nas instalações da delegacia de Polícia de Alvorada é o teor de um requerimento do deputado Marcello Lelis (PV). À Funai, a deputada Solange Duailibe (Solidariedade) pede informações quanto ao processo de demarcação de áreas em Araguaçu. O deputado Stalin Bucar (Solidariedade) requer, para Gurupi, a regularização fundiária dos setores Vale do Sol e Jardim Medeiros, bem como a construção de meios-fios nas vias pavimentadas do setor Jardim Tropical.

Os deputados aprovaram ainda requerimentos do deputado Toinho Andrade (DEM) e Wanderlei Barbosa (Solidariedade) que pedem, respectivamente, a implantação do Samu em Araguaçu e a construção de passarelas na BR 153 nas cidades de Nova Rosalândia e Guaraí. 

 

Da Dicom/AL-TO

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.