publicidade
publicidade
Max:27° Min:21°
Araguaína
Araguaína-TO, terça, 11 de dezembro de 2018
Siga a REDE TO

Ação Parlamentar

Senadora Kátia Abreu faz crítica a nova lei protecionista dos EUA

Parlamentar diz que regras podem trazer grandes prejuízos para o país

08/05/2014 18h17 | Atualizado em: 09/05/2014 13h58

Divulgação Kátia Abreu avalia que as novas regras impostas pelos EUA podem reduzir exportações brasileiras de soja, milho e algodão em US$ 4,34 bilhões até 2018

A senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) fez um apelo para que uma frente mundial de países que possam ser afetados pela nova lei agrícola norte-americana se reúna para buscar soluções.

“Se tomarmos providências isoladas não conseguiremos causar constrangimento aos americanos. É necessário unir nossas forças para denunciar sobre o quanto essa nova lei é nociva para o mundo”, disse durante audiência pública na Comissão de Relações Exteriores do Senado, na manhã desta quinta-feira.

Kátia Abreu avalia que as novas regras impostas pelos EUA podem reduzir exportações brasileiras de soja, milho e algodão em US$ 4,34 bilhões até 2018. Para a parlamentar, a nova política americana causará prejuízos aos produtores rurais, comprometendo o desempenho da agropecuária brasileira no exterior.

O presidente da CRE, senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES) propôs a realização de uma audiência pública com técnicos que possam analisar os efeitos da nova lei para o país de forma que o Congresso Nacional possa se manifestar de forma oficial sobre o tema durante a VI Conferência de Cúpula do Brics, que ocorre em julho, em Fortaleza, e receberá representantes de países que compõem como Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.

 

Da Ascom/Kátia Abreu

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.