publicidade
publicidade
Araguaína-TO, sábado, 28 de maio de 2022
Siga a REDE TO

Destaques

Sobe para 130 o número de cidades em situação de emergência no Paraná

12/06/2014 12h12 | Atualizado em: 12/06/2014 12h21

Arnaldo Alves/ANPr Enchentes na região de União da Vitória (PR)

A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, do Ministério da Integração Nacional, reconheceu situação de emergência em 130 municípios do Paraná, atingidos por chuvas fortes. A portaria foi publicada na edição desta quinta-feira (12) do Diário Oficial da União.

O reconhecimento da situação de emergência agiliza o repasse de recursos feito por meio do cartão de pagamento da Defesa Civil, instrumento usado pelo governo federal que transfere dinheiro para regiões em situação de emergência. O ministério já liberou mais de R$ 346 mil para o estado.

Dos 148 municípios atingidos, 131 estão em situação de emergência, segundo o último boletim divulgado nesta quinta-feira pela Defesa Civil Estadual. Treze pessoas morreram, 117 ficaram feridas e duas estão desaparecidas. No estado, quase 565 mil moradores foram afetados. O número de desalojados é 28.701 e o de desabrigados, 4.824.

Segundo o governo estadual, os prejuízos causados pelas chuvas no Paraná estão estimados em R$ 500 milhões. Este valor consta do levantamento preliminar apresentado pela Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil.

O chefe da Casa Militar e coordenador estadual da Defesa Civil, coronel Adilson Castilho Casitas, informou que o balanço inicial leva em conta relatórios feitos pelos próprios municípios. Segundo ele, as cidades têm dez dias para relatar os prejuízos causados pelas chuvas e ele estima que o valor total dos prejuízos deverá ser muito maior. “Sem dúvida, pela nossa experiência e pela gravidade deste desastre, os prejuízos devem passar R$ 1 bilhão”, disse. Muitos estragos só poderão ser avaliados após a água baixar.  

 

Da Agência Brasil

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.