publicidade
publicidade
Araguaína-TO, segunda, 26 de outubro de 2020
Siga a REDE TO

Municípios

Prefeitura recua e greve dos professores chega ao fim

29/08/2014 19h35 | Atualizado em: 29/08/2014 20h17

Divulgação Prefeitura disse que não tinha dinheiro para arcar com benefícios prometidos a professores, mas voltou atrás

Após 20 dias paralisação, chegou ao fim nesta sexta-feira, 29, a greve dos professores em Cristalândia, na região sudeste do Tocantins. O impasse terminou durante reunião realizada nesta quinta-feira, 28, entre Sintet (Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Tocantins), representante do executivo municipal e da Comissão Permanente do PCCR, formada por profissionais da educação.

Apesar de a prefeitura alegar que não havia orçamento para cumprir com as reivindicações da categoria, o diretor de Assuntos Municipais do Sintet, Joelson Pereira, disse que foi realizado estudo da Folha Analítica que mostra que o limite prudencial não está comprometido.

Diante dos fatos, a secretária municipal de educação, Maritânia Souza de Oliveira, apresentou uma proposta que foi aceita pela categoria.

A proposta consiste em: cumprimento do Piso Salarial Profissional Nacional – PSPN 2014; pagamento das Progressões (Horizontal e Vertical); revisão do PCCR em abril de 2015; inclusão da gratificação de 10% no vencimento.

A categoria deflagrou greve no último dia 31 de julho, em troca do cumprimento dos acordos firmados com os educadores no ano passado, quando a prefeitura prometeu efetivar o Plano de Cargos, Carreiras e Salários.

Com a greve mais de 600 alunos rede municipal estavam sem aulas. Os professores retomaram suas atividades nesta sexta-feira, 29.

 

Da Ascom/Sintet

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.