publicidade
publicidade
Araguaína-TO, terça, 25 de fevereiro de 2020
Siga a REDE TO

Educação

Escolas de Palmas e Gurupi representam o TO na Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente

05/11/2014 10h23 | Atualizado em: 05/11/2014 18h20

Divulgação / Lucas Nascimento Chegando à 7ª edição, o evento promovido pela Fundação Oswaldo Cruz, do Rio de Janeiro, contemplou projetos escolares dentro das modalidades de Produção Audiovisual, Projeto de Ciências e Produção de Texto

Concorrendo com outros 518 projetos de todas as regiões do Brasil, a Escola Estadual Vale do Sol, de Palmas, e o Centro de Ensino Médio (CEM) Bom Jesus, de Gurupi, foram dois dos 34 premiados regionais da Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente (Obsma). Chegando à 7ª edição, o evento promovido pela Fundação Oswaldo Cruz, do Rio de Janeiro, contemplou projetos escolares dentro das modalidades de Produção Audiovisual, Projeto de Ciências e Produção de Texto, divididos entre turmas de ensino fundamental e médio.

Os alunos e professores responsáveis pelos 34 projetos que se destacaram nas seis regionais definidas pela Obsma vão à sede da Fiocruz, no Rio de Janeiro, onde, no dia 26 de novembro, ocorrerá a premiação nacional e a escolha dos projetos-destaques nacionais. Ao todo, conforme o regulamento da Olimpíada, serão premiados nacionalmente seis projetos sendo um de ensino fundamental e um do ensino médio dentro de cada uma das categorias.

Vencedor regional na modalidade Produção de Texto, o aluno do 6º ano do ensino fundamental da Escola Estadual Vale do Sol, Gabriel Oliveira Fernandes, disse que o amor dele pela literatura e a preocupação que tem com a natureza ajudaram na elaboração do texto. “Eu sempre li muito e de tudo na escola, até sobre o tema ‘saúde e meio ambiente’ e, a partir daí, eu passei a escrever tudo o que passava na minha cabeça. Quando soubemos da Olimpíada, eu me concentrei mais e pensei na importância da natureza para todos nós”, disse Gabriel que espera que a premiação inspire outros estudantes.

Responsável pelo projeto “Vale Preservar” na mesma unidade, a professora de Ciências e Matemática, Regiane Brito dos Santos, contou que os alunos se envolveram bastante com o tema da competição. “Os alunos têm se mostrado mais conscientes sobre a importância da reciclagem e estão bem mais ativos na busca por práticas mais sustentáveis e saudáveis. No ano passado, inclusive, nós lançamos o livro ‘Leitura: chave do saber’, composto só por textos e poemas de alunos”, revelou.

Ensino médio

Na modalidade Projeto de Ciências, a professora de biologia do CEM Bom Jesus, Mirtes Variza Daronch, venceu a etapa regional com o projeto Sustentabilidade: córrego de Gurupi pede socorro. De acordo com a professora, o trabalho promoveu uma reflexão entre os alunos sobre o tema. “Já faz dois anos que eu trabalho a sustentabilidade na escola; desta vez, nós fizemos uma ação dentro do projeto, no córrego Pouso do Meio, atuando com mutirões de limpeza, informativos para a população ribeirinha e arborização da margem do córrego”, completou.

O resultado, segundo a professora, foi socializado na escola por meio de uma feira de ciências. “Isto fez com que os alunos refletissem sobre o significado de serem cidadãos responsáveis, se perguntando sobre o que têm feito e o que podem fazer para serem protagonistas na busca por uma vida mais sustentável em casa, na escola e na comunidade onde vivem”, explicou Mirtes.

Ao lado dos colegas Lucas Cardeal Milhomens, Lucas Carvalho da Silva e Rondinelle Ronier Ribeiro Filho, todos da 2ª série do ensino médio, Matheus Alves Ferreira Souza integrou o grupo que realizou as atividades no córrego de Gurupi junto com a professora Mirtes. Para o aluno, vencer a etapa regional já é uma grande conquista; mas eles ainda sonham com o título nacional, sem esquecer do bem maior do projeto, que é a conservação das margens do córrego. “O nosso primeiro objetivo é revitalizar o córrego e conscientizar Gurupi inteira sobre a importância de sermos sustentáveis, tanto pelo bem da nossa natureza, que é linda, quanto pela nossa saúde”, afirmou o aluno de 16 anos.

 

Da Ascom/Seduc-TO

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.

  • Aguarde novas notícias.