publicidade
publicidade
Araguaína-TO, terça, 01 de dezembro de 2020
Siga a REDE TO

Rede 190

Suspeitos de matar tenente da Polícia Militar são presos e responderão por latrocínio

08/12/2014 19h55 | Atualizado em: 17/12/2014 01h41

Reprodução/Facebook Elvisney Pereira Alves, de 24 anos, e Márcio Rafael Gonçalves dos Santos, de 18, foram presos por envolvimento na morte de um tenente da Polícia Militar (PM), em Porto Nacional

REDAÇÃO
 

Uma operação conjunta realizada na madrugada desta segunda-feira, 08, em Porto Nacional e Monte do Carmo, na região central do Tocantins, terminou com a prisão de quatro suspeitos de envolvimento na morte do tenente da Polícia Militar (PM) Francisco Augusto Vidal dos Santos (foto ao lado), de 35 anos. O corpo do oficial foi encontrado com sinais de degola na noite da última quarta-feira, 03, às margens da TO-050. 

Os detidos são: Elvisney Pereira Alves (24 anos), Márcio Rafael Gonçalves dos Santos (18), Roberts Kelvin Ribeiro Batista (22) e Marcos Vinicius Pereira de Assis (19). Todos tiveram a prisão temporária decretada pela Justiça, mas a polícia conseguiu reunir indícios apenas contra dois deles: Elvisney e Márcio Rafael. Ambos estão presos na Casa de Prisão Provisória (CPP) de Porto Nacional. Os outros dois serão soltos. 

Encontro com a morte

À REDE TO, o delegado Hudson Guimarães Leite, responsável pelo caso, contou que os suspeitos são garotos de programa e conheceram o tenente através do WhatsApp. Foi por meio do aplicativo, que os dois jovens marcaram um encontro com a vítima. A intenção deles era roubar o PM, mas eles afirmam que não sabiam que se tratava de um policial. 

Primeiro, o tenente buscou de carro Elvisney e um terceiro suspeito. Depois, encontrou com Márcio Rafael, em um posto de combustíveis, na entrada de Porto Nacional. De lá, os quatro seguiram para um terreno baldio, no loteamento Jardim América. Durante o encontro, o PM foi morto com uma facada no pescoço após um desentendimento. 

Os três suspeitos fugiram no carro de Francisco Augusto. O veículo foi abandonado no centro de Porto Nacional. O trio repartiu os objetos do militar assassinado. Márcio Rafael ficou com o perfume, a lanterna e um celular da vítima. Já Elvisley se apoderou de outro aparelho telefônico. O terceiro envolvido, por sua vez, recebeu R$ 52,00 reais roubados da vítima. 


Indícios

São muitos os indícios que comprovam o envolvimento dos dois jovens presos com o crime. No celular de Elvisley, por exemplo, a polícia encontrou mensagens de texto que comprovam o vínculo dele com o tenente. As digitais de Márcio Rafael foram encontrados no carro da vítima. A arma usada no crime era dele. A mãe do jovem usava a faca para matar galinhas. 

Simulação

O delegado declarou que as circustâncias do crime ainda não foram totalmente esclarecidas e que vai pedir à Justiça que autorize a reprodução simulada com o objetivo de definir qual foi a ordem dos acontecimentos. "Já sabemos quem matou, mas falta ainda estabelecer a dinâmica do crime. Queremos descobrir, por exemplo, o momento em que os suspeitos decidiram executar o tenente e porquê fizeram isso", explicou.

Inquérito


Márcio Rafael e Elvisney foram autuados pelo crime de latrocínio, que é o roubo seguido de morte. A pena varia de 20 a 30 anos de reclusão. A polícia agora trabalha para prender o terceiro suspeito e acredita que é só uma questão de tempo até que ele seja localizado. 

Sobre o tenente

Natural de Campo Grande (MS) e militar desde 2003, Francisco Augusto Vidal dos Santos passou no último concurso da PM do Tocantins. Ele morava há mais de quatro anos em Palmas e atuava no 8º Batalhão da Polícia Militar, em Paraíso do Tocantins. 


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.

  • Aguarde novas notícias.