publicidade
publicidade
Araguaína-TO, terça, 27 de outubro de 2020
Siga a REDE TO

Oportunidades

UFT oferecerá cinco novos cursos no 1º semestre deste ano

09/01/2015 19h18 | Atualizado em: 09/01/2015 19h50

Divulgação Os novos cursos fazem parte da política de expansão da Universidade Federal do Tocantins: vagas serão oferecidas através do Sisu

Quem pretende ingressar no Ensino Superior em 2015 pode contar com mais cinco opções de cursos de graduação na Universidade Federal do Tocantins (UFT). Por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), cujas inscrições para o primeiro semestre letivo do ano começam no dia 19, estudantes de todo o Brasil que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2014 podem se candidatar às vagas das primeiras turmas dos cursos de licenciatura em Educação Física nos câmpus de Miracema e Tocantinópolis, bacharelado em Relações Internacionais em Porto Nacional e bacharelado em Ciências Sociais, também em Porto Nacional, além de outros 43 cursos já ofertados anteriormente pela instituição. Além disso, ainda este ano será realizado um vestibular para o novo Curso de Licenciatura em Letras/Libras, no Câmpus Porto Nacional.

Os novos cursos fazem parte da política de expansão da Universidade que vem sendo debatida desde 2012 a partir da recomendação do Conselho Nacional de Educação para que as Instituições de Ensino Superior fortalecessem os câmpus menores.

"Diante disso, nos reunimos com o MEC e com os diretores dos câmpus para que a criação das novas graduações não fosse aleatória e levasse em conta o contexto regional, o perfil de cada local, e também os cursos antes existentes, para que pudéssemos aproveitar os professores que já estavam na Universidade. Foi um trabalho embasado, discutido e que veio se fortalecendo com as necessidades da Instituição e da comunidade", explica a vice-reitora da UFT, Isabel Auler.

Para a coordenadora do Curso de Relações Internacionais, Ana Lucia Muniz, a criação da nova graduação na UFT vem suprir uma demanda existente em todo o Brasil. "O Curso de Relações Internacionais da UFT será o terceiro da Região Norte. Muita gente pensa que por ser um curso no interior do estado não vai dar certo, mas nossa intenção não é formar diplomatas", explica ela. "Nosso curso tem um diferencial que é uma grade curricular focada nas áreas de humanas e história, o que vai proporcionar uma formação acadêmica mais voltada para a pesquisa e é uma tendência do mercado em todo país", completa a professora.

Porto Nacional também irá ofertar vagas para o Bacharelado de Ciências Sociais. "Depois de cinco anos de debates e discussões conseguimos trazer este importante curso para Porto Nacional, berço histórico da Região Norte e que vai poder contribuir e muito para a formação profissional dos estudantes", afirma a diretora do Câmpus, Juscéia Garbelini.

Já os Câmpus de Tocantinópolis e Miracema terão, a partir do próximo semestre letivo o curso de licenciatura em Educação Física. Para a diretora do câmpus de Tocantinópolis, Francisca Rodrigues, a implantação dessa nova formação foi recebida com grande anseio e interesse da população da região. "O novo curso vai possibilitar maior qualificação de profissionais que atuarão no desenvolvimento humano dos alunos em escolas, o que também é muito positivo para o câmpus, pois teremos mais alunos e consequentemente mais pesquisas, projetos e eventos acadêmicos e culturais", ressalta.

Conheça os novos cursos

Licenciatura em Educação Física

Com oferta de 40 vagas em cada câmpus (Miracema e Tocantinópolis), aulas no período noturno e duração mínima de oito semestres, os cursos de Licenciatura em Educação Física da UFT objetivam formar o professor para atuar na Educação Básica (Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio), qualificando-o para compreender, intervir, analisar e refletir criticamente sobre as diferentes expressões da cultura corporal e do movimento humano, entre elas o esporte educacional, o jogo e a brincadeira, a ginástica, a luta, a dança e as práticas de saúde e de lazer social que interagem com a escola, com a cultura e com a sociedade, além de promover atividades relacionadas a estes âmbitos em instituições escolares, tomando por base os conhecimentos científicos da Área de Educação Física.

Os licenciados em Educação Física são profissionais capazes de planejar, organizar e desenvolver atividades e materiais relativos à Educação Física Escolar. Sua atribuição principal é a docência na Educação Básica, que requer conhecimentos sistemáticos acerca dos fundamentos da Educação Física, do desenvolvimento histórico e das relações com diversas áreas que compõe o saber escolar. Além de trabalhar diretamente com a aula, o licenciado elabora e analisa materiais didáticos, como livros, textos, vídeos, programas computacionais, ambientes virtuais de aprendizagem, realiza pesquisas em Educação Física, coordena e supervisiona equipes de trabalho.

O salário inicial é estimado em R$ 1.697,00, que é o piso nacional para o magistério, por 40 horas semanais.

Bacharelado em Ciências Sociais

Além de contar com a licenciatura em Ciências Sociais no Câmpus de Tocantinópolis, a UFT passa a ofertar agora um curso de bacharelado na área, no Câmpus de Porto Nacional. A nova graduação tem 40 vagas, aulas noturnas e duração mínima de oito semestres.

O bacharelado em Ciências Sociais tem como objetivo formar profissionais capazes de fazer uma leitura crítica da realidade social, econômica, política e cultural do país e, em nosso caso, da região do Tocantins e da Amazônia Legal. O cientista social estuda os fenômenos, as estruturas e as relações que caracterizam as organizações sociais e culturais; analisa os movimentos e os conflitos populacionais, a construção de identidades e a formação das opiniões; pesquisa costumes e hábitos; investiga as relações entre indivíduos, famílias, grupos e instituições, e interpreta os problemas da sociedade, da política e da cultura.

Com relação ao mercado de trabalho, o setor público em geral costuma concentrar o maior número de vagas para bachareis, e há também oportunidades de atuação em institutos de pesquisa. O salário inicial é estimado em R$ 4.068,00, conforme a Federação Nacional dos Sociólogos.

Bacharelado em Relações Internacionais

Com oferta de 40 vagas, aulas no período noturno e duração mínima de oito semestres, a graduação em Relações Internacionais tem como objetivo formar profissionais capazes de compreender, analisar e atuar sobre fenômenos internacionais de natureza política, social, econômica e cultural resultantes das relações estabelecidas entre o Brasil e o mundo e simultaneamente das regiões fronteiriças e dos países da fronteira Norte.

O profissional de Relações Internacionais analisa o cenário mundial, investiga mercados, avalia as possibilidades de negócios e aconselha investimentos no exterior. Promove entendimentos entre empresas e governos de diferentes países, abrindo caminho para exportações, importações e acordos bilaterais ou multinacionais. A internacionalização da economia amplia o campo de atuação desse profissional, que pode trabalhar em ministérios, embaixadas e ONGs.

Com a globalização e a consequente internacionalização das instituições brasileiras, os profissionais formados em Relações Internacionais tem sido cada vez mais requisitados, especialmente em bancos e outras empresas privadas, organizações de comércio e outras associações setoriais. O setor público também demanda o profissional para assessorar ministérios e agências, secretarias municipais e estaduais, consulados e demais representações estrangeiras. O salário inicial varia entre R$ 2.000,00 e R$ 2.500,00.

Curso de Licenciatura em Letras/Libras

Além dos novos cursos com ingresso via Sisu, a UFT ainda vai realizar em 2015 um Vestibular para a nova Licenciatura em Letras/Libras. Situado no Câmpus Porto Nacional, o curso terá oferta de 40 vagas no período noturno.

O profissional formado em Licenciatura em Letras/Libras pode lecionar como professor de Libras como primeira e segunda língua no Ensino Fundamental II e Médio, bem como em cursos profissionalizantes, de Educação de Jovens e Adultos (EJA) e de extensão. Também é possível trabalhar como produtor de textos de diferentes gêneros e registros linguísticos, e atuar como professor no Ensino Superior mediante formação em pós-graduação.

 

Da Dicom/UFT

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.