publicidade
publicidade
Araguaína-TO, domingo, 08 de dezembro de 2019
Siga a REDE TO

Rede 190

Polícia prende empresário acusado de matar dono de bar a tiros em Araguaína

29/07/2015 12h23 | Atualizado em: 04/08/2015 11h00

Divulgação Luiz Carlos Oliveira Ferro Júnior foi preso nesta terça-feira, 28, em uma fazenda, no município de Fortuna, no interior do Maranhão

REDAÇÃO


O empresário Luiz Carlos Oliveira Ferro Júnior, acusado de matar o dono de um bar, em Araguaína, em junho deste ano, foi preso no fim da tarde desta terça-feira, 28, em uma fazenda, na zona rural do município de Fortuna (MA).

De acordo com a Polícia Militar maranhense, Júnior Ferro, como é conhecido, estava acompanhado de dois homens: Adriano Leal Camargo e Murilo Lesandro Amaral.  A PM apreendeu um revólver calibre 38 com Adriano e uma pistola calibre 380 com Murilo. Além das armas, os suspeitos estavam com munições e R$ 2.026 em dinheiro. 

Conforme as investigações, um parente de Murilo teria contratado Júnior Ferro e Adriano, ambos do Tocantins, para executar algumas pessoas em Fortuna, Colinas (MA), Tuntum (MA) e Balsas (MA). No celular deles, a polícia encontrou as fotos das pessoas que seriam assassinadas. 

Os três homens detidos têm mandados de prisão em aberto. Júnior Ferro é foragido da Justiça tocantinense e deve ser recambiado para Araguaína nos próximos dias. 

Crime em bar

No último dia 5 de junho, Júnior Ferro sacou uma pistola e atirou contra o comerciante Ovídio Alves Ferreira, de 82 anos. O crime aconteceu no bar da vítima, na rua Dom Bosco, no bairro Senador, em Araguaína, depois de uma discussão por causa de um troco. 

Júnior tomou uma cerveja no bar de Ovídio e foi pagar a bebida com uma nota de R$ 50. O comerciante afirmou que não tinha troco e pediu a Ferro que pagasse depois. Júnior insistiu. Os dois bateram boca. Cansado da confusão, o idoso disse ao suspeito que ele não precisava mais pagar e que era para ir embora do estabelecimento porque ele não gostava de gente tatuada no local.

Revoltado, Ferro sacou uma pistola 380 e disse que ia ensinar Ovídio a "respeitar homem". O empresário atirou várias vezes contra o dono do bar. Os disparos foram efetuados à queima roupa. O idoso não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

O crime causou revolta e indignação em Araguaína. Júnior Ferro ficou conhecido na cidade por ser um dos fundadores do cólegio Nerd's. 


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.