publicidade
publicidade
Araguaína-TO, sábado, 24 de outubro de 2020
Siga a REDE TO

Rede 190

Polícia prende no TO suspeitos de aplicar golpes em locadoras

Dupla falsificava documentos para realizar a transferência de veículos

30/09/2015 07h11 | Atualizado em: 01/10/2015 21h16

Divulgação/SSP-TO Despachante foi flagrado com Certificados de Registro de Veículos (CRV) e Certificados de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) falsificados

REDAÇÃO


Uma operação policial no Tocantins terminou com a prisão de dois homens acusados de aplicar golpes em locadoras. Os suspeitos, Luiz Guimarães Viana Carneiro, de 41 anos, e Claudio Alves da Silva, conhecido como "Neguin" de 34, foram detidos em Tocantinópolis, no extremo-norte do estado, na noite da última segunda-feira, 28.

De acordo com o delegado regional Tiago Daniel de Moraes, a Polícia Civil (PC) recebeu uma ligação de uma empresa informando que um carro havia sido locado em São Paulo e transferido, indevidamente, para um homem identificado como Benedito Sousa da Silva. O procedimento foi realizado na Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) de Tocantinópolis. 

A empresa afirmou que a transferência só foi possível graças a falsificação do Certificado de Registro de Veículo (CRV). O documento verdadeiro está em poder do locadora. De posse das informações, a polícia realizou buscas ao carro. O automóvel foi localizado em frente ao prédio da Ciretran, já com a placa do Tocantins.

Benedito, o novo proprietário, e Cláudio, despanchante, foram abordados no momento em que entravam no veículo. Na delegacia, a polícia constatou que o documento de identidade apresentado por Benedito era falso e que, na verdade, ele se chama Luiz Guimarães Viana Carneiro. Na bolsa de Cláudio, os agentes encontraram dois pares de placas de veículo com seus respectivos lacres, três selos de autenticação de firma do Tribunal de Justiça do Maranhão, e três Certificados de Registro de Veículos e Certificados de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) falsificados. A documentação pertencia a carros de outras locadoras. 

Ao ser interrogado, Cláudio afirmou que é de Imperatriz (MA), mas não soube dizer quando pegou as placas nem em quais veículos elas seriam utilizadas. O suspeito declarou que os selos do TJ maranhense eram usados quando estes estivessem em falta nos cartórios. 

O carro locado em São Paulo, avaliado em R$ 68 mil, e um segundo veículo, avaliado em R$ 70 mil, foram apreendidos pela polícia. Os suspeitos foram autuados por apropriação indébita e falsificação de documento. Luiz também responderá por falsidade ideológica. Ele e o comparsa estão presos na cadeia pública de Tocantinópolis. 


O delegado informou que as investigações vão continuar a fim de identificar outros veículos e pessoas envolvidas em golpes contra locadoras. O prejuízo para estas empresas, segundo Tiago Daniel, pode chegar a mais de R$ 300 mil. 

                                                                   

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.