publicidade
publicidade
Araguaína-TO, terça, 20 de abril de 2021
Siga a REDE TO

Esportes

Tocantinense disputa final do Campeonato Brasileiro em Joinvile

08/10/2015 16h34 | Atualizado em: 08/10/2015 20h07

Divulgação/Secom O karateca Eyke, aluno do Caic de Palmas, busca mais um ouro na competição nacional

Eyke Ferreira dos Santos tem 13 anos de idade e cinco no karatê. Estudante do 8º ano no Centro de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente (Caic), de Palmas, ele contabiliza muitas medalhas conquistadas e está em busca de mais um título na etapa final do Campeonato Brasileiro de Karatê, que acontece no período de 15 a 18 de outubro, em Joinvile - Santa Catarina.

O estudante faz parte do grupo de alunos treinados pelo professor Edilson Ferreira Figueredo nas aulas de artes marciais do Caic, disciplina ofertada nas escolas de tempo integral. Eyke relata que começou a praticar o esporte por influência da mãe e que, em pouco tempo,essa atividade passou a ser uma prioridade para ele. “Eu não tinha muito interesse, mas minha mãe insistiu muito e foi muito bom porque o karatê agora é uma das coisas mais importantes para mim. Eu me dedico bastante e estou treinando pesado para trazer o ouro para o Tocantins”, relatou o karateca que vai competir na categoria de 13 a 15 anos.

Edilson Figueredo ressalta que além de se destacarem nas aulas de artes marciais, para integrar o grupo de competidores da unidade de ensino, os alunos precisam se dedicar aos estudos das demais matérias. “Geralmente eles apresentam um bom desempenho nas aulas teóricas e práticas. Temos acompanhado uma melhora considerável no comportamento e também nas notas das outras disciplinas. O karatê contribui para que eles levem o esporte e o estudo a sério”, completou.

Quem também se sobressai na equipe de karatê do Caic é Karoline Nunes Amaro dos Santos, de 10 anos. Com pouco mais de um ano de treinamento, a caçula da turma já conquistou um ouro no Campeonato Estadual de Karatê, além de medalhas de prata em competições municipais e nacionais. “Eu não pensava que ia competir logo e ganhar. Eu acho bem legal. Gosto de treinar para ficar melhor e conseguir maismedalhas”, disse empolgada.

Educação Integral e Humanizada

O educador frisa que a prática esportiva é fundamental para a formação integral e humanizada que vem sendo ofertada na rede estadual de ensino. “O karatê dentro da escola é uma oportunidade maravilhosa para eles. Faz com que tenham uma ocupação e passem a praticar um esporte que traz muitas vantagens e contribui para a saúde dos alunos. Além de oferecer as artes marciais, a Secretaria da Educação também dá sempre apoio financeiro, garantindo a participação dosestudantes nas competições”, pontuou.

 

Da Secom/Governo do TO
 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.