publicidade
Araguaína-TO, quinta, 02 de julho de 2020
Siga a REDE TO

Estado

Tocantins apresenta suas principais demandas ao Ministério da Agricultura

14/10/2015 18h27 | Atualizado em: 14/10/2015 19h36

Antônio Araújo Representantes dos estados do Maranhão, Piauí e Bahia, também formalizaram suas demandas com o Mapa

O secretário de Estado do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária do Tocantins (Seagro), Clemente de Barros, apresentou nesta quarta-feira, 14, no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) a lista de investimentos prioritários, necessários para que o Tocantins se beneficie do projeto de desenvolvimento da Região do Matopiba. Representantes dos estados do Maranhão, Piauí e Bahia, também formalizaram suas demandas com o Mapa.

O Tocantins focou em três segmentos: malha viária, energia e irrigação. Segundo levantamento realizado pela Seagro, com apoio das Secretarias do Planejamento e Infraestrutura, para que o Estado tenha malha viária adequada à ampliação da produção agrícola será necessária a recuperação de 23 trechos de rodovias, construção de 15 novas estradas e ainda alguns projetos especiais, como a TO-080 e TO 230 ligando o Tocantins ao Pará, e a TO-0500 ligando o Tocantins ao Mato Grosso.

Sobre a questão da eletrificação o secretário, Clemente de Barros, esclareceu que 96% do Estado recebe energia por meio do Projeto Luz Para Todos, mas o programa atende apenas a agricultura familiar e não soluciona as necessidades dos grandes produtores. O Estado precisa de ampliação das redes de energia de alta tensão para que se estruture principalmente a área de armazéns. Juntamente com a empresa Energiza foi realizado um levantamento dos trechos prioritários nos polos produtivos de grãos: Campos Lindos, Pedro Afonso, Porto Nacional e Caseara.

Na área da irrigação, foi levada ao Mapa, a necessidade de ampliação dos projetos já existentes, criação de novas áreas e revitalização do projeto Rio Formoso, que possui 37 anos de existência e nunca passou por recuperação. Além dessas prioridades, a lista de investimentos necessários apresentada ao Mapa também inclui alguns projetos na área de pecuária, agroindústria, agrotecnologia e correção de solo.

Investimento japonês

O Japão já manifestou formalmente o interesse em investir na região devido à necessidade do país em ampliar os projetos que garantam segurança alimentar da população. A lista de prioridades apresentadas pelos Estados será avaliada por diversos órgãos do governo federal e fará parte do acordo de interesse bilateral previsto para ser assinado entre Brasil e Japão, em dezembro deste ano.

Estavam presente na reunião, o embaixador do Japão no Brasil, Kunio Umeda, e representantes da Jica, órgão do governo japonês que apoia o crescimento e a estabilidade social e econômica em países em desenvolvimento, com o objetivo de contribuir com sociedade internacional.

 

Da Secom/Governo do TO

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.

  • Aguarde novas notícias.