publicidade
publicidade
Araguaína-TO, terça, 22 de setembro de 2020
Siga a REDE TO

Municípios

Criminalidade assusta usuários do transporte público

13/11/2015 21h43 | Atualizado em: 13/11/2015 22h02

Divulgação/Valério Zelaya

Com o objetivo de garantir mais segurança aos usuários do transporte público que utilizam a Linha Taquari, a Secretaria Municipal de Segurança e Defesa Civil através da Ronda Ostensiva de Monitoramento Urbano (Romu) vem intensificando o patrulhamento nas avenidas do Jardim Taquari onde o ônibus circula, realizando inclusive abordagens dentro dos veículos.

Ação atende ao pedido do Sindicato dos Motoristas do Tocantins (Simtromet) que preocupados com assaltos aos motoristas e passageiros solicitou apoio da Secretaria. “Sabemos que a questão da segurança é uma atribuição do Estado e de forma alguma estamos usurpando esse papel. Já contamos com uma Base Integrada de Segurança Comunitária do Taquari, com viaturas e agentes da Romu. Então achamos por bem estender a ronda à linha de ônibus, nos horários e pontos mais críticos”, explicou o secretário de Segurança e Defesa Civil, Francisco Viana.

O presidente do Simtromet, Carlos Antônio, ressalta que a ação tem dado mais segurança aos motoristas e aos passageiros. “Estávamos de fato preocupados, e por isso, pedimos apoio. A Romu está nos atendendo, fazendo rondas e abordagens e o melhor disso tudo é que os passageiros estão satisfeitos com o serviço. É bom pra todo mundo”, agradece Antônio.

Na noite da última quarta-feira, 11, a equipe de reportagem da Secretaria Municipal de Comunicação acompanhou o trabalho da Romu junto à Linha Taquari. A abordagem é feita nas proximidades do setor Lago Sul na altura da Avenida Teotônio Segurado, e na parada final do Jardim Taquari. O coletivo com aproximadamente quarenta passageiros foi abordado pela equipe da Romu, comandada pelo subinspetor, Antônio Amorim, que explicou aos passageiros que se tratava de uma operação para garantir a segurança dos passageiros e do motorista.

Durante a vistoria, passageiros relataram que é frequente os assaltos à mão armada dentro do ônibus e nas paradas de coletivo, como é o caso do auxiliar administrativo, Adson Nunes Noleto, que teve sua mochila revistada durante a operação.

Ele aprovou a iniciativa da Romu, pois já foi assaltado no percurso do trabalho para casa. “Eu mesmo já fui assaltado ao descer a noite nessa parada de ônibus. A presença dos guardas inibe os bandidos”, disse.

O motorista do ônibus, Odair Batista, conta que já foi assaltado durante o trajeto sempre a mão armada. “Geralmente é no período das 22 às 23 horas, nos últimos horários de corrida. Mas com esse apoio nos sentimos mais seguros para trabalhar”, ressaltou.

A auxiliar bibliotecária Francinilda Pereira Lima, mesmo cansada depois de um dia de trabalho, aprovou a abordagem da Romu. “Aprovo a iniciativa, pois somos cidadãos trabalhadores e precisamos de mais proteção e policiamento no bairro”, disse.

Para o subinspetor Amorim, as operações devem continuar durante a semana. “Já realizamos esse trabalho de rotina no bairro, e agora, estamos fazendo esse trabalho de abordagem nos ônibus para garantir a segurança dos usuários do transporte público, como também dos cidadãos que moram no bairro”, reiterou.

 

Com Secom/Prefeitura

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.