publicidade
publicidade
Araguaína-TO, Thursday, 11 de August de 2022
Siga a REDE TO

Estado

Marinha do Brasil homenageia vice-governadora do Tocantins

14/12/2015 23h53

Divulgação Claudia Lelis destacou que é uma honra receber essa condecoração, o que a torna ainda mais comprometida com a Instituição

A vice-governadora, Claudia Lelis (PV) recebeu nesta segunda-feira (14) a medalha Mérito Tamandaré. A cerimônia, que aconteceu no Grupamento de Fuzileiros Navais de Brasília, foi realizada em comemoração ao Dia do Marinheiro, comemorado neste domingo (13).

A condecoração é dada a autoridades, instituições e personalidades civis e militares que tenham prestado relevantes serviços na divulgação ou no fortalecimento da Marinha do Brasil. A Medalha Mérito Tamandaré foi criada pelo Decreto 42.111, de 20 de agosto de 1957, e destina-se a autoridades, instituições e personalidades civis e militares

"Me sinto honrada e muito agradecida por essa homenagem e essa medalha reforça o meu compromisso com essa instituição forte e respeitada que trabalha para garantir a soberania e os interesses do Brasil”, agirmou a vice-governadora.

A cerimônia foi conduzida pelo Almirante Comandante da Marinha do Brasil, Eduardo Barcelar, onde também foram agraciados o Ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, a Secretária de Políticas para as Mulheres da Presidência da República, Eleonora Menicucci, entre outros ministros do Tribunal de Contas da União, secretários de Governo, , além de representantes de diversos segmentos. No total, receberam a condecoração, 183 personalidades civis e militares e instituições. A presidenta da República, Dilma Rousseff, enviou mensagem que foi lida na cerimônia, exaltando a importância da Marinha Brasileira para o País.

Dia do Marinheiro

Comemorado em 13 de dezembro, o Dia do Marinheiro foi escolhido para homenagear o Almirante Joaquim Marques Lisboa, Marquês de Tamandaré, Patrono da Marinha, que nasceu nesse dia, no ano de 1807. Tamandaré ingressou na Marinha de Guerra, junto do marechal Duque de Caxias, ajudou a consolidar a Independência Nacional.

Além das Guerras da Independência, ele comandou navios de guerra da Marinha Imperial no Rio da Prata durante a Guerra da Cisplatina (1825-1828). Como oficial-general, comandou a Força Naval brasileira no Rio da Prata entre os anos de 1864 a 1866, atuando no conflito, em solo uruguaio, quando exerceu o Comando-Geral das tropas da Marinha, na tomada de Paissandu. Esteve no comando da Esquadra brasileira na primeira fase da guerra contra o Paraguai. O almirante Tamandaré faleceu na cidade do Rio de Janeiro, em 20 de março de 1897.

 

Com Secom/Governo do TO

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.