publicidade
publicidade
Araguaína-TO, sexta, 27 de novembro de 2020
Siga a REDE TO

Estado

Lava Jato: Magistrados do TO se reúnem para manifestar apoio a Moro

A atuação de Moro à frente da Lava Jato tem sido alvo de muitas críticas

17/03/2016 23h40 | Atualizado em: 18/03/2016 22h49

Divulgação/Samuel Daltan A juíza federal Denise Drumond, diretora do Foro da Seção Judiciária do Tocantins, leu uma nota de apoio ao juiz responsável pela operação Lava Jato

Na tarde desta quinta-feira (17), representantes do Poder Judiciário se reuniram no edifício-sede da Justiça Federal, em Palmas (TO), para manifestar apoio às ações do Poder Judiciário Nacional e do juiz federal Sérgio Moro, titular da 13ª Vara Federal de Curitiba, responsável pela condução dos processos relacionados à Operação Lava Jato.

A juíza federal Denise Drumond, diretora do Foro da Seção Judiciária do Tocantins, leu uma nota em que afirmou: "uma justiça independente e sem temores é direito de todo cidadão brasileiro e é a essência do Estado Democrático de Direito, motivo pelo qual estamos ao lado do juiz federal Sérgio Moro e de todos os demais juízes, desembargadores e ministros que atuam nos processos da Operação Lava Jato".

Também participaram do ato: servidores do Poder Judiciário; o juiz federal Adelmar Aires Pimenta; o juiz federal Bruno Apolinário; o juiz federal substituto Cristiano Mauro; a juíza Julianne Freire Marques, presidente da Associação dos Magistrados do Estado do Tocantins (Asmeto); o juiz Manoel de Faria Reis Neto, vice-presidente da Asmeto; juiz Jossanner Nery Nogueira, diretor de prerrogativas da Asmeto; o juiz do Trabalho Francisco Rodrigues de Barros; o procurador da República, Fernando Antônio Alves; e a promotora de justiça do Ministério Público Estadual, Maria Roseli de Almeida. (Samuel Daltan)

Leia a nota na íntegra:

Nós, juízes federais, estaduais e do trabalho aqui reunidos, manifestamos apoio à independência judicial do juiz federal Sérgio Moro, dos tribunais, do Superior Tribunal de Justiça e do Supremo Tribunal Federal e de todos os magistrados que atuam nos processos da operação Lava Jato.

A construção de uma sociedade livre, justa e solidária exige um Poder Judiciário forte e independente.

Isso somente será possível se for assegurada aos juízes a liberdade para decidir conforme seus entendimentos, devidamente fundamentos nas leis do país.

Os juízes reafirmam a sua independência e renovam o compromisso assumido quando da posse no cargo: manter, defender e cumprir a Constituição Federal e as leis do país.

Estamos vigilantes e atentos a tentativas temerárias de ingerência nas decisões judiciais por outros meios diferentes daqueles legalmente previstos e rechaçamos com veemência qualquer ameaça dirigida a Membros do Poder Judiciário, seja de primeiro grau, seja Ministro do Supremo Tribunal Federal, a mais alta corte do país.

O Poder Judiciário brasileiro, do qual fazemos parte, ao lado do juiz Sérgio Moro, tem uma história pautada pela defesa dos direitos dos cidadãos e da ordem democrática.

O Judiciário, como nossa nação, está em constante aperfeiçoamento. Jamais aceitaremos qualquer retrocesso, especialmente por intermédio de intimidações, para atender determinadas situações especiais.

Uma justiça independente e sem temores é direito de todo cidadão brasileiro e é a essência do Estado Democrático de Direito, motivo pelo qual estamos ao lado do juiz federal Sérgio Moro e de todos os demais juízes, desembargadores e ministros que atuam nos processos da Operação Lava Jato.


Da Ascom/SJ-TO

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.

  • Aguarde novas notícias.