publicidade
publicidade
Araguaína-TO, sábado, 28 de novembro de 2020
Siga a REDE TO

Estado

Centenas de pessoas participam de atos a favor de Lula e contra impeachment de Dilma no TO; manifestantes alertam para "golpe"

18/03/2016 22h21 | Atualizado em: 19/03/2016 13h17

Fotos: REDE TO Manifestantes marcham em apoio à presidente Dilma, ao ex-presidente Lula e à democracia, em Palmas; organizadores falam em mais de dois mil participantes

REDAÇÃO


Centenas de pessoas participaram nesta sexta-feira, 18, de manifestações pacíficas a favor da presidente Dilma Rousseff, do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da democracia, no Tocantins. Os protestos foram realizados em Palmas e Araguaína.

Na capital, os manifestantes se reuniram em frente ao colégio São Francisco, na Quadra 108 Norte. De lá, os participantes seguiram em uma caminhada até a Praça dos Girassóis. À frente da marcha, um grupo carregava uma bandeira do Brasil gigante. Homens, mulheres, jovens, adultos e crianças marcaram presença, a maioria deles vestidos com roupas vermelhas, em referência à bandeira do PT, partido de Lula e Dilma.

O ato contou com a presença de representantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), União Nacional dos Estudantes (UNE) e União da Juventude Socialista (UJS).

Além de declararem apoio ao atual governo, os manifestantes criticaram a atuação do juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas investigações da operação Lava Jato, e a cobertura feita pela Rede Globo sobre as denúncias envolvendo membros do Partido dos Trabalhadores. Eles também pediram a saída do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), e a manutenção de Dilma no poder.

A todo momento, os participantes gritavam que não vai haver "golpe" contra a democracia. Os grupos envolvidos no protesto acreditam que há em curso no Brasil uma tentativa de golpe de Estado e que a oposição, com o apoio da mídia e de partidos de oposição, pretende criminalizar Lula e os movimentos sociais.

A Polícia Militar acompanhou a manifestação em Palmas. Segundo a PM, 800 pessoas participaram do protesto. Os organizadores calculam em 2,2 mil manifestantes.

Araguaína

Em Araguaína, um grupo realizou um protesto a favor do governo Dilma, em frente à Câmara Municipal de Vereadores. Com bandeiras e cartazes, os manifestantes seguiram pela avenida Cônego João Lima até a Praça das Bandeiras, no centro, onde ocorreu o encerramento. Os participantes gritavam palavras de ordem contra o "golpe" e em apoio ao ex-presidente Lula, à presidente Dilma e à democracia. A PM não divulgou o número de pessoas que participaram da marcha.


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.

  • Aguarde novas notícias.