publicidade
publicidade
Araguaína-TO, segunda, 01 de junho de 2020
Siga a REDE TO

Rede 190

Operação para prender quadrilha termina com suspeito morto a tiros

10/05/2016 13h00 | Atualizado em: 11/05/2016 12h56

Divulgação/Dennis Tavares Delegados apresentam material apreendido durante operação, em Marianópolis, na região oeste do Tocantins

REDAÇÃO


Uma operação da Polícia Civil (PC) para desarticular uma quadrilha de assalto a bancos terminou com um suspeito morto e outro ferido, em Marianópolis, na região oeste do Tocantins. As informações foram divulgadas nesta terça-feira, 10, em uma entrevista coletiva realizada em Palmas.

De acordo com o delegado Vinícius Mendes, da Delegacia de Investigações Criminais (Deic), a polícia tocantinense foi informada pela goiana que uma organização criminosa especializada em assalto a instituições financeiras tinha migrado de Goiás para o assentamento Manchete, em Marianópolis. 

O grupo estava escondido em uma propriedade na zona rural do município. Na última sexta-feira, 06, os policiais foram até o local. “Chegando à chácara onde a quadrilha se encontrava amoitada, os agentes foram recebidos com tiros. Ao revidarmos, Adriano Teixeira, 27 anos, que atirava com uma arma roubada da polícia civil de Goiás, foi neutralizado. Na troca de tiros, um adolescente de 16 anos, que também era integrante da quadrilha, foi atingido”, explicou a autoridade policial.

Segundo a polícia, um terceiro suspeito conseguiu fugir. Adriano morreu no local. Já o adolescente foi socorrido e encaminhado para o Hospital Regional de Paraíso. O menor recebeu atendimento médico e está fora de perigo. Ele deve ser encaminhado para um Centro de Atendimento Socioeducativo (Case).

As investigações mostraram que os 
suspeitos praticaram uma série de roubos na região com o objetivo de estruturar a organização criminosa. O grupo pretendia assaltar, nos próximos dias, um corresponte bancário em Marianópolis. 

Na chácara usada pela quadrilha, a polícia apreendeu duas pistolas, um revólver, um simulacro de fuzil, dois maçaricos com botijão, aparelhos de celular, quatro coletes balísticos, quatro emulsões explosivas com cordéis detonadores e espoletas, munições, três balaclavas, luvas e uma motocicleta que havia sido roubada no dia anterior, nas proximidades do assentamento.

A Deic informou que agentes do Grupo de Operações Táticas Especiais (GOTE) fazem buscas na região a procura do assaltante foragido. Até o momento, ele não foi localizado. 

 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.