publicidade
publicidade
Araguaína-TO, sexta, 23 de outubro de 2020
Siga a REDE TO

Rede 190

Araguaína: Polícia registra cinco mortes em apenas quatro dias

Segundo a polícia, em todos os casos, as vítimas morreram baleadas

30/08/2016 13h52 | Atualizado em: 31/08/2016 21h50

Foto: Divulgação; Edição: REDE TO Os crimes aconteceram em bairros diferentes e, em todos os casos, as vítimas foram baleadas

REDAÇÃO


Após algumas semanas de aparente tranquilidade, com o reforço do policiamento, Araguaína voltou a ser cenário de uma série de assassinatos. De sábado, 27, até a manhã desta terça-feira, 30, a cidade registrou cinco mortes. Os crimes aconteceram em bairros diferentes e, em todos os casos, as vítimas foram baleadas.

A última morte foi registrada na rua Jataí, no setor Planalto. De acordo com a Polícia Militar, dois jovens em uma moto assaltaram um pedestre e na fuga, ao serem perseguidos pela PM, acabaram se envolvendo em um acidente. O garupa, identificado como Lucas Carvalho de Sousa, de 20 anos, caiu e foi deixado para trás pelo comparsa. Na queda, a arma usada na ação teria disparado e atingido o assaltante.

Lucas chegou a ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Os militares disseram que o rapaz estava com duas camisas, prática comum entre assaltantes, que para não serem reconhecidos, trocam de vestimenta depois da ação criminosa. O outro suspeito não foi preso. 

A outra morte mais recente foi registrada na noite desta segunda-feira, 29, no bairro São João. Dois jovens, ambos com 25 anos, trocaram tiros com a polícia após praticarem um assalto. Na fuga, um deles acabou atingido e foi socorrido pelo Samu, que o encaminhou para o Hospital Regional de Araguaína (HRA). Com o suspeito, a polícia apreendeu um revólver calibre 38, com três munições deflagradas e outras três intactas. 

O outro assaltante, identificado como Pedro Augusto de Sousa Lima conseguiu fugir, mas foi localizado, algum tempo depois, na casa dele. A PM diz que foi recebida a tiros pelo jovem e que nesta segundo tiroteio, o suspeito foi baleado e morreu. O rapaz estava com um revólver calibre 38, com uma munição deflagrada e cinco picotadas. Um terceiro suspeito, que teria dado apoio a ação e estava na residência, conseguiu escapar. Segundo a polícia, tanto Pedro Augusto quanto o comparsa dele tinha passagens por roubos, receptação e porte ilegal de arma de fogo.

Os corpos de Lucas e Pedro Augusto foram examinados no Instituto Médico Legal de Araguaína e liberados para sepultamento. As mortes estão sendo investigadas pela Polícia Civil (PC). 

Mortes no fim de semana

O fim de semana foi violento em Araguaína. Em apenas seis horas, foram registrados três homicídios na cidade. Os crimes ocorreram entre a noite de sábado e a madrugada de domingo, 28, no bairro São João e nos setores Araguaia e Entroncamento. As vítimas foram o motorista José de Anchieta da Silva Costa, de 57 anos, o gerente comercial Rogério de Castro Nunes, de 36 anos, e um morador de rua que não tinha sido identificado pelo IML.

Policiamento

Por causa do aumento dos casos de criminalidade, a Polícia Militar informou nesta terça que reforçou o policiamento na cidade com o envio de 40 PMs da Força Tática (FT). 


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.