publicidade
publicidade
Araguaína-TO, sábado, 31 de outubro de 2020
Siga a REDE TO

Rede 190

Presos dois suspeitos de matar fazendeiro a tiros em Nova Rosalândia

23/09/2016 16h29 | Atualizado em: 26/09/2016 11h43

Divulgação/SSP-TO A polícia apreendeu duas armas, entre elas a espingarda usada para matar o fazendeiro Gilson de Oliveira Gomes, de 62 anos

REDAÇÃO


Uma operação conjunta da Polícia Militar e da Polícia Civil prendeu, nesta quinta-feira, 22, dois homens suspeitos de matar a tiros um fazendeiro, em Nova Rosalândia, na região centro-oeste do Tocantins, na última quarta-feira, 21. São eles: Marcos Moreira de Oliveira, de 40 anos, e Sebastião Elias de Assis Gomes, de 44. 

De acordo com o delegado Rodrigo Santili do Valle, responsável pelas investigações, por volta das 23h40 de quarta, dois homens foram abordados por policiais militares na avenida Beira-Rio, em Porto. A dupla estava em uma pick-up em atitude suspeita. Ao revistarem o carro, os PMs notaram marcas de sangue na lateral e na carroceria do veículo. 

Os suspeitos disseram aos policiais que tinham pegado a pick-up emprestada de Marcos Moreira. Os PMs foram, então, até a residência de Marcos, que disse que pegou o carro emprestado do patrão dele, Gilson de Oliveira Gomes, de 62 anos, e  que o sangue encontrado no veículo era de um porco que eles mataram e trouxeram para o irmão deles, em Porto Nacional.  

Desconfiados da veracidade da história contada por Marcos, os policiais decidiram entrar em contato com a PM de Cristalândia e apurar se os fatos narrados por ele eram verdadeiros. Foi quando os PMs descobriram que o fazendeiro e o automóvel citados pelo suspeito estavam desaparecidos. 

Na manhã de quinta, Marcos foi detido em outra casa, onde tinha se escondido. O suspeito confessou que tinha envolvimento na morte do patrão e relatou que o corpo tinha sido abandonado em uma estrada vicinal às margens da TO-255, a cerca de 50 km de Porto Nacional. 

Marcos entregou o comparsa, Sebastião, que foi preso na fazenda de um ex-patrão, na zona rural de Cristalândia. Sebastião confessou para a polícia que matou o idoso com tiros de espingarda, no fim da tarde de quarta, e disse que contou com a ajuda de Marcos para abandonar o corpo da vítima. 

Sebastião apontou o local onde tinha escondido a arma usada no crime. Duas espingardas, de calibres 38 e 22, foram encontradas embaixo de uma árvore, em uma propriedade rural em Cristalândia. 

Segundo o delegado, Gilson foi morto após cair em uma emboscada. Sebastião alegou que cometeu o crime porque o patrão teria contratado pistoleiros para matá-lo. Ele e Marcos foram autuados em flagrante por homicídio qualificado e estão presos na Casa de Prisão Provisória de Porto Nacional.

Emboscada

Segundo as investigações, Marcos e Sebastião ficaram escondidos nas proximidades da fazenda de Gilson, quando, por volta das 18hs da tarde da última quarta, o idoso chegou a sua fazenda, na zona rural de Nova Rosalândia. Nesse momento, Marcos veio ao encontro da vítima e passou a conversar com ela. Minutos depois, Sebastião saiu de seu esconderijo e, armado com uma espingarda, efetuou três disparos contra Gilson, que morreu no local. 


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.