publicidade
publicidade
Araguaína-TO, domingo, 31 de maio de 2020
Siga a REDE TO

Estado

Acidente de trânsito mata policial civil e motociclista no Tocantins

18/12/2016 11h59 | Atualizado em: 19/12/2016 17h54

Fotos: Divulgação O acidente aconteceu na madrugada deste sábado, 17, na avenida que liga São Sebastião a Buriti do Tocantins, no Bico do Papagaio

REDAÇÃO
 

Duas pessoas morreram em um acidente entre um carro de passeio e uma moto registrado na madrugada deste sábado, 17, na avenida Padre Stanislau, que liga a cidade de São Sebastião a Buriti do Tocantins, no extremo-norte do estado, região do Bico do Papagaio.

De acordo com a Polícia Militar (PM), o agente da Polícia Civil (PC), Geraldo Lima Filho, conhecido como "Geraldinho" (foto ao lado), de 47 anos, seguia de carro de Buriti para São Sebastião, quando a moto conduzida por Marcones Ribeiro Castro, de 25 anos, invadiu a contramão e os dois veículos bateram de frente. O motorista e o motociclista não resistiram aos ferimentos e morreram no local.

A Polícia Técnico-Científica informou que irá emitir um laudo com as causas do acidente em até 30 dias. 

Luto na Polícia Civil

Em nota, a Polícia Civil do Tocantins lamentou a morte do agente Geraldinho. Segundo o comunicado
, ele ingressou na instituição "através de concurso público, no ano de 1994 e, trabalhou em praticamente todas as delegacias de polícia civil que compõem a 10ª Regional de Polícia Civil, tendo também atuado na Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC) de Araguaína e também da capital, Palmas".

Segundo a polícia, nos últimos tempos, Geraldinho estava exercendo a função de agente plantonista da Central de Atendimento da Polícia Civil de Araguatins. Conforme a nota, ele "sempre exerceu suas atividades com muito profissionalismo e dedicação, sendo considerado um policial e um ser humano exemplar e motivo de inspiração para os demais colegas".

“Perdemos um excelente profissional e um grande ser humano, além de um companheiro de todas as horas, Geraldo Lima Filho foi um exemplo de dedicação, coragem e firmeza no exercício de sua profissão como policial civil, sempre pautando sua vida pessoal e profissional pela dignidade e honradez”, afirmou o delegado regional Eduardo Martins Artiaga. 


O sepultamento de Geraldo ocorreu no fim da tarde de domingo, 18, no cemitério de São Sebastião e foi acompanhado por centenas de parentes e amigos, além de dezenas de policiais civis, que prestaram uma última homenagem ao agente. Geraldinho era natural do município do Bico. Ele deixa esposa e quatro filhos.

 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.