publicidade
publicidade
Araguaína-TO, domingo, 29 de maio de 2022
Siga a REDE TO

Estado

Governador Marcelo Miranda defende reforma do ensino médio

16/02/2017 21h29 | Atualizado em: 17/02/2017 18h51

Divulgação/Pedro Barbosa Marcelo participou, nesta quinta-feira, 16, da solenidade de assinatura da Lei do Ensino Médio

Foi sancionada, na manhã desta quinta-feira, 16, a lei que institui um novo modelo de ensino médio. O governador Marcelo Miranda (PMDB) participou da cerimônia presidida pelo presidente Michel Temer, no Palácio do Planalto, em Brasília. O novo modelo deverá ser adotado com a finalização da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que irá nortear os currículos das escolas de ensino médio. A secretária de Estado da Educação, professora Wanessa Sechim, também participou do evento.

A nova estrutura será dividida em duas partes: uma será comum e obrigatória a todas as escolas, não podendo exceder 1.800 horas do total da carga horária do ensino médio; e a outra parte, composta por itinerários formativos nas áreas de conhecimento ou de atuação profissional, será flexível. Cada estado, bem como o Distrito Federal, será responsável por organizar os seus currículos considerando a Base Nacional Comum Curricular e as demandas dos jovens, que terão outras chances de fazer suas escolhas e construir seu projeto de vida.

Em sua fala, o presidente Michel Temer afirmou que a reforma do ensino médio é mais um passo decisivo rumo à modernização do País. Ele adiantou que isso será possível por meio de uma "agenda inadiável de reformas que o Brasil tanto necessita e que nós, com responsabilidade e decisão política, estamos realizando", garantiu.

O governador Marcelo Miranda concorda com o novo modelo a ser adotado. "Todos os indicadores nacionais e internacionais confirmam a estagnação do ensino médio. Essa assinatura hoje [quinta-feira, 16] é prova de que o governo federal está buscando mudar esse quadro. E é nessa linha que o Tocantins está definindo seus objetivos, metas e ações, no sentido de melhorar o processo de ensino e aprendizagem", defendeu.

Medida

A medida foi aprovada no Senado, na última semana, por 43 votos a favor. Com a sanção da Lei pelo presidente Michel Temer, o próximo passo é a publicação da Base Nacional Comum Curricular. Ela já vem sendo debatida e elaborada por um Comitê presidido pela secretária executiva do Ministério da Educação, Maria Helena de Castro.

O evento foi prestigiado por centenas de profissionais da Educação, do staff da presidência, secretários de estado do segmento educacional, governadores, outras autoridades estaduais, federais e estudantes. 

 

Com Secom/Governo do TO

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.