publicidade
publicidade
Araguaína-TO, segunda, 09 de dezembro de 2019
Siga a REDE TO

Rede 190

Jovens morrem baleados em Araguaína e Gurupi no fim de semana

13/03/2017 18h25 | Atualizado em: 13/03/2017 20h28

Divulgação Os crimes aconteceram na madrugada e manhã de domingo, 12: vítimas tinham 18 e 21 anos

REDAÇÃO


Um homicídio foi registrado em Gurupi, sul do Tocantins, e outro em Araguaína, norte do estado, neste fim de semana. Os crimes aconteceram no domingo, 12. As vítimas são dois jovens, de 18 e 21 anos. 

Em Gurupi, Reyson Bryeno Fernandes da Silva, de 21 anos, participava, na madrugada de domingo, de um baile funk, no Parque de Exposições de Gurupi, no setor Sol Nascente, quando levou dois tiros. Os disparos atingiram a cabeça e o peito do jovem, que morreu no local. Um adolescente, de 17 anos, que também participava da festa, foi baleado. Ele levou um tiro no tórax e foi levado para o hospital regional da cidade. O estado de saúde do menor é estável.

De acordo com os seguranças da festa, os tiros foram efetuados por dois homens. A dupla foi até a festa com o objetivo de matar Reyson. Assim que localizaram a vítima, um dos suspeitos sacou um revólver e atirou pelo menos quatro vezes na direção do jovem. Ao tentar fugir, o adolescente que estava perto dele acabou atingido.

A Polícia Civil (PC) informou que um dos suspeitos foi detido com a arma usada no crime. O outro ainda permanece foragido. Conforme as investigações, Reyson estava recebendo ameaças de morte de um detento do presídio de Cariri. Em setembro de 2015, a vítima chegou a ser baleada em um atentado no Parque das Acácias.

Araguaína

Em Araguaína, o homicídio aconteceu perto de uma conveniência, na avenida Cônego João Lima, no centro da cidade. Carlos Henrique, de 18 anos, morreu após ser atingidos por tiros nas costas e em uma das pernas. Segundo a Polícia Militar, os disparos foram efetuados por uma dupla em uma motocicleta. O óbito do adolescente foi confirmado por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Até a conclusão deste texto, nenhum suspeito de envolvimento com o homicídio havia sido preso ou identificação. A Polícia Civil (PC) investiga o caso. 


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.