publicidade
publicidade
Araguaína-TO, quarta, 13 de novembro de 2019
Siga a REDE TO

Rede 190

2 são mortos e 6 detidos suspeitos de ligação com morte de policial militar

02/04/2017 14h01 | Atualizado em: 06/06/2017 19h03

Divulgação/PM-TO Cortejo com viaturas da polícia acompanhou, na manhã deste domingo, 02, o corpo do subtenente Milton Caetano da Silva, de 32 anos, até o aeroporto de Palmas

REDAÇÃO


Seis pessoas foram detidas e duas morreram durante a megaoperação de buscas aos suspeitos de envolvimento com a morte do policial militar Milton Caetano da Silva, de 32 anos. O PM foi morto a tiros, na manhã deste sábado, 1º, durante um suposto assalto ocorrido na casa dele, na região sul da capital.

De acordo com a Polícia Militar, uma força-tarefa foi montada para prender os criminosos com a participação de PMs, policiais civis, federais, guardas metropolitanos, bombeiros e agentes da PRF. O helicóptero da Secretaria de Segurança Pública (SSP) também ajudou nas buscas.

A partir de um trabalho de inteligência, a polícia conseguiu identificar o carro usado na ação criminosa. Ele tinha sido emprestado pelo dono aos assaltantes. O veículo foi encontrado no setor União Sul, em Palmas. Durante a abordagem, ocorrida na madrugada deste domingo, 02, o proprietário trocou tiros com os militares envolvidos nas buscas. O homem foi socorrido com vida, mas morreu ao dar entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da região norte. 

Com base nas informações do automóvel, os policiais localizaram, em Lagoa do Tocantins, na região central do estado, mais duas pessoas que teriam participado do assalto na casa do PM. Pai e filho estavam sendo acobertados pela família. Os dois suspeitos e mais três parentes deles foram presos e encaminhados para Palmas. 

Um terceiro homem que também teria participado diretamente do assalto foi localizado em uma casa na Quadra 405 Sul. O suspeito morreu baleado após entrar em confronto com a polícia também durante a madrugada deste domingo. Na residência do homem, foram apreendidas duas motos, um aparelho de TV e uma caixa de som. Os produtos teriam origem criminosa. 

No fim da manhã deste domingo, mais uma pessoa foi presa, dessa vez em Santa Tereza do Tocantins, região central de Palmas. A polícia ainda não escalareceu qual a relação dela com o crime.
 
O crime

De acordo com testemunhas, no começo da manhã deste sábado, a casa da vítima, localizada na Quadra 904 Sul, foi invadida por criminosos. Os suspeitos pularam o muro da residência, renderam a sogra do subtenente e obrigaram a mulher a dizer onde era o quarto do policial.

Milton Caetano e sua esposa foram acordados pelos criminosos. Os bandidos teriam exigido que o militar entregasse as chaves do carro. O subtenente reagiu e durante luta corporal com os suspeitos, foi atingido por dois disparos, um nas costas e outro na barriga. 

O PM foi socorrido com vida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas morreu ao dar entrada no Hospital Geral de Palmas (HGP). Na ação, a companheira dele recebeu uma coronhada e teve que ser levada para um hospital. Ela está fora de perigo.

Os criminosos fugiram levando o carro das vítimas, encontrado, no começo da tarde deste sábado, 1º, perto de um lixão em Taquaruçu. 

Velório, enterro e cortejo

O velório do militar aconteceu no Quartel do Comando Geral (QCG), em Palmas. Por volta das 8h30 deste domingo, um cortejo levou o corpo do subtenente para o aeroporto da capital, de onde seguiu para Recife (PE). O enterro será realizado na capital pernambucana. 

PM há 12 anos

Natural de Belo Jardim (PE), Milton Caetano (foto ao lado) tinha ingressado na PM do Tocantins em janeiro de 2005. Em nota, a corporação afirmou que ele era uma "pessoa muito comunicativa, de fácil trato e gozava de prestígio junto a todos que com ele conviveram". O subtenente fazia parte da banda música da polícia. Além da esposa, ele deixa uma filha de apenas dois anos.


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.