publicidade
publicidade
Max:38° Min:21°
Araguaína
Araguaína-TO, terça, 24 de outubro de 2017
Siga a REDE TO

Municípios

Assinado convênio para construção de pontes e bueiros

19/04/2017 19h23 | Atualizado em: 19/04/2017 20h34

Divulgação Governador Marcelo Miranda (PMDB) participou, nesta quarta-feira, 19, da assinatura de um convênio com o Banco Mundial para a construção de pontes e bueiros na região de Tocantínia

O governador Marcelo Miranda (PMDB) assinou na manhã desta quarta-feira, 19, Dia Nacional do Índio, um convênio para a construção de sete pontes e treze bueiros de drenagem pluvial na região de Tocantínia.  De acordo com o estado, as obras devem beneficiar cerca de quatro mil indígenas da etnia Xerente. 

Realizada na aldeia Salto, onde moram cerca de 450 pessoas, a cerimônia de assinatura do convênio contou com a presença de diversas autoridades estaduais e prefeitos da região. “Essa é a primeira vez em 60 anos de parceria com o Brasil que o Banco Mundial financia obras de infraestrutura em território indígena e isso nos deixa muito orgulhosos”, afirmou Marcelo. 

Segundo o secretário de Estado da Infraestrutura, Sérgio Leão, na ocasião também foi assinado a ordem de serviço para a execução das obras de melhoramento nas rodovias vicinais no município de Tocantínia, beneficiando motoristas que trafegam na região. “Além de garantir a mobilidade e segurança, a melhoria das estradas vai beneficiar o acesso dos indígenas a todas as aldeias Xerente”, afirmou.

Mobilidade

Segundo o cacique da aldeia Salto, professor e vereador Valcí Siña, os estudantes das 33 escolas indígenas da região necessitam da melhoria nas estradas e pontes para ter acesso à educação. “Essas obras garantem a melhoria da qualidade de vida do nosso povo, além de garantir o acesso rápido dos nossos estudantes às escolas”, afirmou. Já a indígena Betza Xerente, que realiza diariamente o trajeto de 13 km entre a aldeia e o município de Tocantínia, a melhoria das estradas e a construção das pontes de concreto vão garantir a segurança, diminuindo os riscos de acidentes. “Teve vez que a gente não conseguia passar pelas pontes porque elas não tinham segurança. Mas com as pontes de concreto as coisas vão mudar”, afirmou.

PDRIS

O pacote de obras faz parte do Projeto de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável (PDRIS), em Melhoramentos de Vicinais, desenvolvido pelo Governo do Tocantins e financiado com recursos do Banco Mundial. Na região serão realizados 109,94 km em pavimentação primária e o investimento será de R$ 1.960.702,22. A implementação do PDRIS em área indígena é uma experiência pioneira no Brasil. A empresa que irá realizar os trabalhos é a Engicon Indústria e Comércio. Ao todo serão executadas 20 obras hidráulicas, sendo sete pontes e 13 bueiros (celulares e tubulares). A empresa terá 540 dias para concluir os serviços. A intenção do Governo do Estado é beneficiar outras quatro áreas indígenas com as obras, entre elas a Ilha do Bananal.

 

Com Secom/Governo do TO

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.