publicidade
publicidade
Araguaína-TO, domingo, 17 de novembro de 2019
Siga a REDE TO

Rede 190

Polícia Civil de Formoso do Araguaia desmonta grupo que furtava grãos

11/05/2017 20h54 | Atualizado em: 12/05/2017 20h00

Ilustração De acordo com a polícia, o grupo, especializado em furtar grãos, agia no Tocantins, Pará, Mato Grosso, Goiás e Bahia

REDAÇÃO


A Polícia Civil (PC) de Formoso do Araguaia, na região sul do Tocantins, desmontou uma quadrilha interestadual especializada em furtar cargas de grãos. Durante os trabalhos, foram presos Roberto Carlos da Silva Alves, de 46 anos, e Armando Oliveira dos Santos, de 48. 

Conforme as investigações, a quadrilha era formada por caminhoneiros autônomos que agiam no Tocantins, Pará, Mato Grosso, Goiás e Bahia. O líder, de 43 anos, encontra-se foragido.

Segundo a polícia, o chefe do bando procurava agricultores para fazer o transporte de grãos, principalmente de arroz e, após adquirir a confiança dos produtores, trazia seus comparsas para trabalharem no local, utilizando carteiras de habilitação falsas e placas clonadas nos caminhões.

Após serem contratados para fazer o frete, os indivíduos não entregavam a carga no local de destino, se apropriando da mesma. Só em Formoso do Araguaia, a quadrilha gerou um prejuízo aproximado de R$ 120 mil reais, no dia 07 de abril de 2016, quando desviaram três cargas de arroz que tinham como destino a empresa Cristal Alimentos em Goiânia (GO). 

Na época, os policiais estiveram na capital goiana, em Trindade (GO), Montes Claros (GO) e Jataí (GO), e constataram que os dados fornecidos pelos caminhoneiros, bem como a documentação dos veículos eram falsas. Os agentes lolizaram as vítimas que tiveram suas CNHs falsificadas e os seus veículos clonados.

No último dia 18 de abril, Roberto Carlos foi detido em Porto Nacional, por uso de documento falso e, no momento da prisão, foi reconhecido por uma vítima na cidade, onde ele teria furtado carga de soja e de adubo. Após a foto do caminhoneiro ser divulgada na imprensa e nas redes sociais, vários produtores disseram que tinham sido vítimas do homem. O suspeito também foi identificado como um dos autores do furto em Formoso. Na ocasião, ele usou uma CNH com o nome de Vilmar Batista de Souza.

Depois da prisão de Roberto, os agentes obtiveram a informação de que Armando, comparsa dele, estava carregando soja do município de Lagoa da Confusão para o terminal da VLI em Porto Nacional. Quanto foi encontrado, nesta quarta-feira, 10, o suspeito, que teve a prisão decretada pela Justiça, estava usando uma CNH falsa em nome de Paulo Souza Ferreira.

Tanto Armando quanto Roberto estão presos na cadeia pública de Formoso do Araguaia. A polícia diz que está atrás do chefe deles e que já realizou novas diligências em Goiás.  Até o momento, porém, o líder da quadrilha ainda não foi localizado. 


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.