publicidade
publicidade
Araguaína-TO, quarta, 21 de abril de 2021
Siga a REDE TO

Ossada encontrada em córrego pode ser de estudante desaparecido

03/06/2017 12h12 | Atualizado em: 03/06/2017 13h16

Fotos 1 e 2: Divulgação/Fábio Dione; Foto 3: Reprodução/Facebook Os restos mortais foram localizados na manhã deste sábado, 03, embaixo de uma ponte no setor Cimba, em Araguaína

REDAÇÃO
 

Os restos mortais de uma pessoa foram encontrados na manhã deste sábado, 03, dentro do córrego Canindé, no setor Cimba, em Araguaína, na região norte do Tocantins. A suspeita é que eles sejam seja do estudante de Educação Física Fabrício Martins Teixeira, de 23 anos, desaparecido desde o último dia 19 de maio.

O corpo, em estado avançado de decomposição, foi localizado embaixo de uma ponte entre o Centro de Atividades do Trabalhador (CAT) e o Parque Cimba. O mau cheiro chamou a atenção dos moradores da região ainda na noite de sexta-feira, 03, e eles acionaram a Polícia Militar. 

Na manhã deste sábado, uma equipe da PM foi até o local e encontrou os restos mortais. Segundo o Instituto Médico Legal, eles pertencem a um homem. A pessoa teria sido enterrada em uma cova rosa, perto do córrego, e uma enxurrada a teria carregado para dentro da água. O corpo estava enrolado em um lençol e uma corda foi usada para amarrá-lo. 

O cadáver foi encaminhado para o Instituto Médico Legal de Araguaína. Ricardo Teixeira, irmão de Fabrício, esteve no IML, e afirmou que o short usado pelo homem se parece muito com o que o estudante usava no dia em que desapareceu. Ele, porém, ficou em dúvida quanto a camiseta. As marcas de perfuração nela indicam que a vítima foi assassinada a facadas. 

De acordo com o delegado Rerissom Macedo, responsável pelo caso, os restos mortais serão encaminhados para o IML de Palmas, onde serão submetidos a exame de DNA. O resultado deve ficar pronto em 30 dias. 

Entenda

 

Fabrício (foto ao lado) sumiu na noite de 19 de maio, após sair de casa sozinho em uma motocicleta. O jovem estava sem documentos e dinheiro. No dia seguinte, o veículo do estudante foi encontrado em uma rua abandonada no setor Jardim Paulista. O desaparecimento aconteceu apenas dois dias antes do universitário fazer aniversário. Amigos e parentes estavam organizando uma festa para ele quando foram surpreendidos com a notícia do sumiço do rapaz. A demora para o início das investigações foi alvo de um protesto realizado na frente do complexo de delegacias de Araguaína. 

 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.