publicidade
publicidade
Max:36° Min:21°
Araguaína
Araguaína-TO, domingo, 22 de outubro de 2017
Siga a REDE TO

Estado

Contadora tocantinense procura família após cinco dias desaparecida

02/08/2017 19h26 | Atualizado em: 07/08/2017 17h01

Divulgação Moradora de Palmas, Érika Vanessa Araújo dos Santos, de 24 anos, estava desaparecida desde a última sexta-feira, 28 de julho

REDAÇÃO


Desaparecida há cinco dias, a contadora Érika Vanessa Araújo dos Santos, de 24 anos, entrou em contato com a família nesta quarta-feira, 02. A jovem, moradora de Palmas, falou por telefone com parentes e informou que está retornando do Ceará para o Tocantins nesta quinta-feira, 03.

De acordo com a família, Érika não deu detalhes da viagem. Relatou apenas que está bem, que não viajou a passeio e que está retornando acompanhada do advogado do ex-namorado Antônio Vitor Morais Lacerda, de 31 anos. A contadora não contou se estava com o ex.

Responsável pelo caso, o delegado Wanderson Chaves Queiroz, da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), informou que assim que chegar a Palmas, a Polícia Civil (PC) irá buscar ouvir Érika. Antes da ligação para a família, que mora em Colinas do Tocantins, o caso da contadora era tratado como sequestro. O suspeito seria Antônio Vitor.

Segundo Queiroz, Érika Vanessa e Antônio Vitor mantiveram um relacionamento conturbado. Os parentes da jovem afirmam que ele chegou a manter a contadora sob cárcere privado por dois dias. Foi por causa dos episódios de violência, que incluiam seguidas ameaças, que ela teria terminado o namoro. A polícia informou que há, inclusive, uma medida protetiva contra Lacerda.

Érika sumiu na manhã da última sexta-feira, 28 de julho. No dia, ela ligou para uma colega para quem costumava dar carona e disse que não poderia fazê-lo naquele dia porque o portão da quitinete em que ele mora, na Quadra 307 Norte, estava com problemas e ela não conseguia sair com o carro. Depois, a jovem entrou em contato com o escritório avisando que não iria trabalhar. Desde então, o paradeiro da contadora era desconhecido. Nas redes sociais, a foto dela foi compartilhada centenas de vezes em uma mobilização por informações que reuniu parentes, amigos e até pessoas que não conheciam a tocantinense. 



 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.