publicidade
publicidade
Max:38° Min:21°
Araguaína
Araguaína-TO, terça, 24 de outubro de 2017
Siga a REDE TO

Estado

Marcelo vai com Temer à inauguração de usina e lançamento de colheita

11/08/2017 15h46 | Atualizado em: 11/08/2017 16h15

Divulgação/Mayke Toscano Marcelo Miranda participou do lançamento da colheita do algodão na Fazenda Boa Vista

No Mato Grosso, onde se encontra para participar do 15º Fórum de Governadores da Amazônia Legal, o governador Marcelo Miranda (PMDB) prestigiou, na manhã desta sexta-feira, 11, a inauguração da primeira usina de etanol produzido a partir do milho. O evento, no município de Lucas do Rio Verde (MT), contou com a presença do presidente da República, Michel Temer.

Marcelo Miranda avaliou como "bastante produtiva" a presença dos chefes de Executivos da Amazônia Legal na inauguração da usina. "É a primeira usina do Brasil de produção exclusiva de etanol a partir do milho e de seus derivados. Também acompanhamos o lançamento da maior colheita de algodão do país. O Mato Grosso é responsável pela produção de 67% de algodão, exemplo a ser mencionado", avaliou o governador.

Em seu pronunciamento, o presidente Temer lembrou das múltiplas finalidades do milho. “Produz ração animal, óleo de milho, energia elétrica. Veja o que se pode fazer com um produto que antigamente só servia para fazer fubá”, comentou, ao reforçar que o etanol está de acordo com a preservação do meio ambiente.

A usina inaugurada possui 250 mil metros quadrados e custou, aproximadamente, R$ 450 milhões, segundo a empresa FS Bioenergia. A previsão inicial é produzir anualmente 240 milhões de litros de etanol de milho, além de 180 mil toneladas de farelo, 6 mil toneladas de óleo de milho e energia, gerada a partir da queima de eucalipto.

Algodão

Ainda em Lucas do Rio Verde, Marcelo Miranda participou do lançamento da colheita do algodão naquele Estado, na Fazenda Boa Vista. Presente no evento, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, falou da safra de algodão no Mato Grosso, que deve ser recorde. "Estamos falando de uma produção que já é referência no país. Com o meu olhar de agricultor, falo tranquilamente em 360 arrobas por hectare, diferente do que era quando começamos", destacou.

Com Secom/Governo do TO

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.