publicidade
publicidade
Araguaína-TO, domingo, 29 de maio de 2022
Siga a REDE TO

Estado

Cláudia Lelis assume comando do Palácio Araguaia pela 2ª vez

Governador Marcelo Miranda (PMDB) ficará fora do país até 23 de setembro

15/09/2017 17h39 | Atualizado em: 18/09/2017 15h08

Divulgação Cláudia Lelis (PV) assume Palácio Araguaia após mudança de datas que impediu o presidente da Assembleia, Mauro Carlesse (PHS), de ocupar o cargo de governador

REDAÇÃO


A vice-governadora do Tocantins, Cláudia Lelis (PV), assumiu, nesta sexta-feira, 15, o Governo do Estado. Ela ficará no comando do Executivo até o dia 23 de setembro, quando o governador, Marcelo Miranda (PMDB), retorna de uma viagem que fará ao Japão. Não houve solenidade de transmissão do cargo.

Pela segunda vez no comando do Executivo estadual, Claudia Lelis deu início à sua agenda como governadora em exerício, na manhã desta sexta, com despachos internos. Às 11 horas, acompanhada pela secretária de Estado da Educação, Juventude e Esportes, Wanessa Sechim, ela vistoriou obras da escola de tempo integral da Quadra 401 Sul, em Palmas.

De acordo com a Secretaria de Comunicação, durante os oito dias em que ocupará o cargo de governadora, Cláudia Lelis atuará no fortalecimento das ações da Força Tarefa de combate às queimadas no Tocantins. Na segunda-feira, 18, ela prestigia, em Brasília, a posse da Procuradora Geral da República, Raquel Dodge, e participa de uma audiência no Ministério do Meio Ambiente (MMA)

O governador Marcelo Miranda ficará fora do país de 15 a 23 de setembro. A Secom informou que ele "buscará investimentos para a agroindustrialização do Estado, fará a apresentação do programa Tocantins Agro e uma série de visitas a potenciais investidores com quem o Tocantins já mantém tratativas, visando investimentos futuros".

Bastidores

Nos bastidores, chamou a atenção a decisão do governo de alterar o retorno de Marcelo Miranda ao Brasil. Inicialmente, o governador retornaria do Japão no dia 28. Acontece que a vice também tem viagem marcada para setembro. Claudia Lelis embarcaria para a Indonésia no dia 21. Para que a ausência de ambos não possibilitasse ao presidente da Assembleia Legislativa, Mauro Carlesse (PHS), assumir o comando do Palácio Araguaia, o governo decidiu antecipar a volta de Marcelo para o dia 23 e adiar a partida de Cláudia para a mesma data. O estado nega que a mudança nas datas tenha motivação política. 


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.