publicidade
publicidade
Max:36° Min:21°
Araguaína
Araguaína-TO, domingo, 22 de outubro de 2017
Siga a REDE TO

Estado

MPE investiga incêndio que matou mais de mil animais no norte do TO

Incêndio destruiu 30 mil hectares de vegetação e deixou homem ferido

20/09/2017 17h43 | Atualizado em: 21/09/2017 17h33

Fotos: Divulgação Incêndio de grandes proporções atingiu, no último fim de semana, oito fazendas localizadas entre os municípios de Carmolândia e o distrito de Jacilândia, em Araguanã

REDAÇÃO
REDE TO


O Ministério Público Estadual informou nesta quarta-feira, 20, que está investigando as queimadas que têm atingido propriedades rurais na região norte do Tocantins. Em um dos incêndios, registrado no último fim de semana, mais de mil animais morreram. 

De acordo com o MPE, foi instaurado um Procedimento Preparatório para apurar os impactos ambientais causados até agora e as causas dos incêndios florestais. “A curto e longo prazos, os danos causados pelos incêndios são enormes. Além dos danos ambientais, já temos informações de centenas de animais mortos, propriedades rurais atingidas e uma vítima: um homem que teve 50% do corpo queimado e está internado no Hospital Regional de Araguaína em estado grave”, explicou a promotora de justiça Ana Paula Catini, da Promotoria de Justiça do Meio Ambiente. 

Catini esteve reunida com representantes do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), Corpo de Bombeiros, Polícia Civil (PC) e Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer)
 para elaborar e executar um plano de ação que, além da investigação, deve atuar na repressão, monitoramento, prevenção e combate às queimadas na região. O trabalho também irá priorizar o resgate de possíveis vítimas que residem nos assentamentos rurais próximos aos focos de incêndio.

Segundo o Ministério Público, o helicóptero da Secretaria de Segurança Pública (SSP) foi disponibilizado para colaborar com as investigações. A aeronave já está sobrevoando a região e mensurando a área impactada, que já passa de 20 mil hectares. Bombeiros e brigadistas estão atuando nos locais mais críticos. 

Após apurar as causas dos incêndios e calcular os prejuízo causados pelo fogo, o MPE diz que pretende cobrar dos responsáveis as ações necessárias para recuperação das áreas degradadas, bem como a adoção de procedimentos para que situações como esta não ocorram novamente.

Devastador

O incêndio ocorrido no fim de semana na região norte do estado atingiu oito fazendas. De acordo com o major Guimarães Filho, comandante dos bombeiros em Araguaína, o fogo teve início na manhã de sábado, 16, e só foi controlado neste domingo, 17. 

O vento forte e o clima seco ajudaram a espalhar as chamas, que atingiram pelo menos oito propriedades, localizadas entre os municípios de Carmolândia e o distrito de Jacilândia, em Araguanã.

Considerado um dos mais devastadores dos últimos anos no Tocantins, o incêndio destruiu vários quilômetros de vegetação e matou centenas de bois, vacas, cavalos, burros, galinhas e outros animais que eram criados nas fazendas. Alguns morreram carbonizados, outros sufocados pela fumaça.

Campeão de queimadas

Com mais de 15 mil focos de calor em 2017, o Tocantins ocupa as primeiras posições do ranking de queimadas no Brasil. De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), metade destes incêndios foi registrada nas duas primeiras semanas de setembro e os números não param de crescer. 


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.