publicidade
publicidade
Max:32° Min:21°
Araguaína
Araguaína-TO, segunda, 18 de dezembro de 2017
Siga a REDE TO

Municípios

Nova onda de violência assusta e preocupa os moradores de Araguaína

09/10/2017 20h37 | Atualizado em: 10/10/2017 20h31

Divulgação/Fábio Dione Após quase um mês sem mortes violentas, Araguaína voltou a registrar uma onda de roubos e assassinatos

REDAÇÃO
REDE TO

 

A violência continua preocupando os moradores de Araguaína, na região norte do Tocantins. Nesta segunda-feira, 09, o sentimento local de insegurança foi reforçado com um episódio inusitado. Parentes e amigos do suplente de vereador e fotógrafo Josias dos Santos (foto ao lado), de 50 anos, choravam a morte dele e aguardavam pelo velório, quando foram surpreendidos por um assaltante.

O roubo aconteceu na casa de Josias, na rua das Caviúnas, no setor Araguaína Sul. Armado com um revólver, o bandido invadiu o imóvel, rendeu pelo menos três pessoas e roubou delas, dinheiro, joias, alianças, celular e objetos pessoais. Ao perceber a aglomeração na residência, o ladrão fugiu levando os pertences das vítimas. 

A Polícia Militar informou que fez buscas nas redondezas, mas até a conclusão deste texto, o suspeito do assalto ainda não tinha sido preso, nem identificado.

O velório de Josias Fotógrafo, como era conhecido o suplente de vereador, acontece na casa de um cunhado, localizada na mesma rua onde ocorreu o roubo. O sepultamento está marcado para esta terça-feira, 10, em um cemitério particular de Araguaína. 

Na luta contra um câncer desde o ano passado, Josias morreu, na manhã desta segunda, após sofrer uma parada cardíaca. 


Mortes violentas

Depois de quase um mês sem mortes violentas, Araguaína voltou a registrar vários assassinatos. Na noite do último sábado, 07, um homem foi morto a tiros no setor Itaipu. Jairo Rodrigues da Silva, conhecido como Jairinho, de 31 anos, foi atingido por quatro disparos enquanto conduzia uma bicicleta pela avenida Blumenau. No mesmo dia, dois suspeitos de roubar uma caminhonete em Araguatins, no extremo norte do Tocantins, morreram em confronto com a polícia na BR-153, perto da entrada da Escola de Veterinária e Zootecnia (EVZ) da Universidade Federal do Tocantins (UFT), em Araguaína. Os nomes não foram divulgados.

Na sexta-feira, 06, uma adolescente foi baleada na casa dela, na rua 6, no setor Coimbra. Neurivânia Costa Batista, de 15 anos, foi executada com um tiro na cabeça. Na quarta-feira, 04, um duplo homicídio foi registrado na região da Feirinha. André Xavier Linhares e e Nelson Pereira morreram após levar vários tiros. No dia 2 de outubro, Josias Ribeiro Soares, conhecido como "Pipoquinha", de 21 anos, foi assassinado em um lote baldio na avenida Astolfo Leão Borges, uma das mais principais do setor Nova Araguaína. 


Na maioria dos homicídios, as vítimas tinham passagens pela polícia e as investigações apontam que os crimes podem ter sido motivados por acerto de contas relacionados, principalmente, ao tráfico de drogas. Nenhum suspeito de envolvimento com os assassinatos foi detido. 
 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.