publicidade
publicidade
Max:26° Min:23°
Araguaína
Araguaína-TO, terça, 20 de fevereiro de 2018
Siga a REDE TO

Estado

Operação contra pornografia infantil prende três pessoas no TO

20/10/2017 21h01 | Atualizado em: 21/10/2017 22h08

Fotos: Divulgação/SSP-TO Segundo a Polícia Civil (PC), os suspeitos armazenavam e compartilhavam conteúdo pornográfico envolvendo crianças e adolescentes

REDAÇÃO
REDE TO
 

Três homens foram presos, nesta sexta-feira, 20, durante uma operação de combate à pornografia infantil no Tocantins. Batizada de "Luz na Infância", a ação, realizada em todo o país, cumpriu sete mandados de busca e apreensão no estado e contou com a participação de mais de 70 policiais. 

De acordo com a delegada Milena Lima, da Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos (DRCC), Milena Lima, as prisões aconteceram em Palmas, sendo uma delas no distrito de Taquaruçu, e em Ponte Alta do Tocantins, na região leste do estado. Os suspeitos armazenavam e compartilhavam conteúdo pornográfico envolvendo crianças e adolescentes. Eles tiveram computadores, aparelhos celulares e pen drives apreendidos. Os equipamentos serão submetidos a perícia. 

Os três suspeitos foram trazidos para a sede da delegacia especializada, em Palmas. Um deles pagou fiança e ganhou o direito de responder ao processo em liberdade. Os outros dois foram recolhidos na
 Casa de Prisão Provisória (CPP) da capital. Os nomes não foram divulgados. 

“Por ser a primeira grande operação de combate a pedofilia da recém-criada Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos, estamos satisfeitos com os resultados, pois dos quatro alvos da operação, conseguimos prender três suspeitos, sendo que um deles confessou a prática criminosa de armazenar material pornográfico e os outros dois, foram autuadas em flagrante por armazenamento e compartilhamento de pornografia infantil”, afirmou Lima durante entrevista coletiva. 

“Ficamos satisfeitos com o resultado dessa operação policial, uma vez que a mesma possibilitou a realização dessas prisões e apreensões, as quais subsidiarão outras ações de combate ao abuso sexual de nossas crianças”, declarou o delegado-geral da Polícia Civil, Claudemir Luiz Ferreira. 

No Tocantins, a operação foi coordenada pela Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos, com apoio da Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA), Delegacia de Investigações Criminais Complexas (DEIC) e Diretoria de Inteligência da SSP, em parceria com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP).

Luz na Infância

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Tocantins, a operação recebeu o nome "Luz na Infância" porque, via de regra, os criminosos agem nas sombras e guetos da rede mundial de computadores para praticar crimes contra a dignidade sexual de crianças e adolescentes. "Luz na Infância significa propiciar as crianças e adolescentes vítimas de abuso e violência sexual, o resgate da dignidade, bem como, tirar esses criminosos da escuridão, para que sejam julgados à luz da Justiça', explicou a SSP.

Realizada em 25 estados, a operação "Luz na Infância" prendeu mais de 100 pessoas em todo o país. O ministro da Justiça, Torquato Jardim, disse que o trabalho continua e mais mandados podem ser emitidos nos próximos dias.


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.