publicidade
publicidade
Max:35° Min:21°
Araguaína
Araguaína-TO, terça, 21 de agosto de 2018
Siga a REDE TO

Municípios

Homem é condenado por matar outro a facadas após briga de bar

26/10/2017 21h56 | Atualizado em: 26/10/2017 22h26

Ilustração Ramilton Gomes Evangelista foi condenado a 16 anos e três meses de prisão pelo assassinato de Roberto Bezerra Campos

Tribunal do Júri realizado na quarta-feira, 25, na Comarca de Colinas do Tocantins considerou o réu Ramilton Gomes Evangelista o autor das facadas que mataram Roberto Bezerra Campos quando saía do Hospital Regional de Colinas. Os jurados também confirmaram que o réu cometeu o crime por motivo torpe e que o crime foi cometido por meio de emboscada e recurso que dificultou a defesa da vítima.

Conforme a denúncia, Ramilton Gomes Evangelista e a vítima tiveram uma briga em uma festa realizada em agosto de 2008 em um bar no setor Santa Rosa, em Colinas,na qual a vítima saiu lesionada nos olhos e procurou o hospital local para curativo. Nesse intervalo, o réu passou em sua residência armou-se de uma faca e se postou ao lado do muro, em um ponto escuro aguardando a saída da vítima. Quando a vítima passou pelo local, recebeu dois golpes de faca no pescoço e tórax e, mesmo socorrido, faleceu.

Com a decisão do Conselho de Sentença, o juiz Marcelo Eliseu Rostirolla, que presidiu o júri, fixou a pena definitiva em 16 anos e três meses de prisão, a ser cumprida em regime fechado. Porém, até serem julgados os eventuais recursos contra a sentença, o juiz decidiu que o réu aguardará em liberdade.

 

Da Cecom/TJ-TO

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.

  • Aguarde novas notícias.