publicidade
publicidade
Max:33° Min:21°
Araguaína
Araguaína-TO, segunda, 28 de maio de 2018
Siga a REDE TO

Municípios

Por telefone, bombeiro ajuda a salvar bebê engasgado em Palmas

08/11/2017 16h44 | Atualizado em: 09/11/2017 17h40

Foto 1: Divulgação/Corpo de Bombeiros; Foto 2: Divulgação/Maryellen Crisósomo Rafael Crisóstomo Valadares, de pouco mais de 40 dias de vida, nasceu prematuro e é trigêmeo do Gabriel e da Maria Clara

REDAÇÃO
REDE TO


Um bombeiro salvou a vida de um bebê vítima de engasgamento, em Palmas, na manhã desta quarta-feira, 08. O pedido de socorro veio de uma casa na Quadra 1.206 Sul. 

O recém-nascido, Rafael Crisóstomo Valadares
, de apenas 48 dias de vida, se engasgou com leite. Desesperada, a tia da criança, Maísa Valadares, ligou para o Serviço Integrado de Operações (SIOP), na cabine operada pelo Corpo de Bombeiros. 

No diálogo (veja abaixo), o bombeiro e 2º sargento Thiago Fontes dá orientações para a tia do recém-nascido. Mesmo em pânico, Maísa seguiu as instruções do militar e com a ajuda de um vizinho, o pedreiro José Antonio Vieira Pereira, ela conseguiu fazer com que o menino, depois de um tempo sufocado, voltasse a respirar normalmente. 

Ainda se recuperando do susto, a mãe da criança, Miguelani Valadares, de 30 anos, disse que o bebê está em observação no Hospital Infantil de Palmas, mas que passa bem. “Foi tudo muito rápido. Eu estava trocando a fralda quando percebi que ele estava sufocando”, declarou.

Rafael Crisóstomo Valadares nasceu prematuro e é trigêmeo do Gabriel e da Maria Clara. Miguelani é de Almas, na região sudeste do Tocantins, e veio a Palmas para dar a luz aos bebês. Ela estava na residência de familiares, na capital, quando o incidente ocorreu. 

“É em momentos assim que você percebe que cada sacrifício que tivemos para estar, aqui, cada aprendizado valeu muito a pena. Sou um homem muito orgulhoso do que faço. A sensação é de dever cumprido”, afirmou Fontes. 

Confira, na íntegra, a transcrição do diálogo entre o bombeiro e a tia do bebê:

Tia: “Moço, é uma criança engasgada aqui na minha residência, por favor ajuda!”

Sargento Fontes: “...Dona, dona, se acalma. A senhora vai fazer o seguinte: a senhora vai colocar a criança no colo...”

Tia: “Tá de bruços, tá de bruços”

Sargento Fontes: “Isso... E vai colocar o rosto dela entre as pernas da senhora e a senhora vai bater, vai dar cinco palmadinhas entre as pás dela. Tá ok? Devagarinho ta?“

Tia: “Me dá o menino! Me dá o menino, mãe!”

Sargento Fontes: “Dona, como está a criança?”

Tia: “Ela está voltando...”

Sargento Fontes: “Ela está roxinha?”

Tia: “Não, está só vermelha”

Sargento Fontes: “Dá um tapinha nas costas dela... bota a criança de corpo pra cima e vê se ela está respirando”

Tia: “Ele ta tentando respirar...”

Sargento Fontes: “Vê se ele está respirando”

Tia: “Ele ta respirando, tá respirando”

Sargento Fontes: “Tá. A senhora vai botar ele de lado enquanto o socorro chega. O Socorro já está a caminho. Abre a boquinha dele e vê se tem um restinho de leite, por favor”.

Tia: “Não tem”

Sargento Fontes: “Então pode aguardar aí tá bom? Até mais e passar bem”.

 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.