publicidade
publicidade
Max:33° Min:22°
Araguaína
Araguaína-TO, domingo, 18 de novembro de 2018
Siga a REDE TO

Estado

Procon Tocantins alerta consumidor para não cair em golpe na Black Friday

20/11/2017 21h03 | Atualizado em: 20/11/2017 21h15

Arquivo/Agência Brasil Segundo órgão, é fundamental, entre outras coisas, pesquisar com antecedência, não comprar por impulso e observar a reputação do estabelecimento em que pretende comprar

A chegada da "Black Friday", evento que ocorrerá, nesta sexta-feira, 24, é uma das datas de maior expectativa comercial, principalmente, para os fornecedores do setor de eletrônicos, que esperam comercializar um volume maior durante toda a sexta-feira e, em alguns casos a promoção, se estende durante todo o fim de semana.

O Procon/TO, por meio da gerência de Educação para o Consumo, alerta os consumidores sobre as inúmeras tentativas de fraudes advindo de estabelecimentos virtuais, bem como as práticas enganosas, com a finalidade de induzir os consumidores ao erro, acreditando terem adquirido produtos por preços vantajosas, especialmente, nessa data.

Com o intuito de orientar o consumidor para evitar possíveis transtornos, o Procon/TO destaca alguns cuidados e atitudes essenciais para garantir uma compra mais segura e consciente como: pesquisar com antecedência, não comprar por impulso, observar a reputação do estabelecimento em que pretende comprar, ficar atento aos e­mails e sites fraudulentos além de buscar nos sites informações básicas sobre o fornecedor. Guardar comprovantes de compra, se a aquisição for via internet, observar se a conexão é segura, verificar questões sobre frete e a política de troca e o direito de arrependimento também são cuidados primordiais que o consumidor deve praticar.

Comercio eletrônico

Para evitar problemas com os sites, principalmente de comércio de eletrônicos, o gerente de educação para o consumo do Procon/TO, José Santa Junior, esclarece que caso ocorra algum dano ou abuso de preços o consumidor deve, primeiramente, fazer contato com o fornecedor para a resolução da questão. Caso não de seja, devidamente, atendido, deve juntar toda a documentação da compra e dirigir-se ao órgão de proteção ao consumidor mais próximo, onde será aberto um processo administrativo com o intuito de sanar o problema.

“O consumidor deve ficar atento quanto à manipulação de preços, caso detecte qualquer irregularidade deve denunciar no número 151 para que a gerência de fiscalização do Procon faça averiguação “in loco””, esclareceu.

Atento a movimentação do comércio, o superintendente do Procon/TO, Nelito Vieira Cavalcante, conclama aos consumidores que tomem todas precauções necessárias antes de realizar suas compras a fim de que, posteriormente, essa aquisição não gere um conflito entre consumidor e fornecedor.

Considerando que o modelo de compra via internet está entre os mais usados, o gestor do Procon/TO enfatiza que o consumidor deve ficar atento as precauções apontadas, dentre elas, a confiabilidade do site em que pretende realizar as compras. “O consumidor precisa ser racional na hora de realizar suas compras para não virar alvo de golpistas. Nesse propósito o Procon tem constantemente realizado ações de educação voltadas para o consumidor que a cada dia tem se mostrado mais consciente de seus direitos e deveres”, avaliou.

Neste link, há uma lista de sites que devem ser evitados:

 

Com Secom/Governo do TO

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.

  • Aguarde novas notícias.