publicidade
publicidade
Max:32° Min:21°
Araguaína
Araguaína-TO, segunda, 18 de dezembro de 2017
Siga a REDE TO

Estado

Sine irá selecionar 400 pessoas para trabalhar na construção de ponte

28/11/2017 15h51 | Atualizado em: 29/11/2017 12h39

Foto 1: Divulgação; Foto 2: Divulgação/Carlessandro Souza A nova ponte de Porto Nacional vai substituir a estrutura atual, que está parcialmente interditada desde setembro de 2011

A secretária do Trabalho e da Assistência Social (Setas), Patrícia do Amaral, assinou na manhã desta terça-feira, 28, um termo de Cooperação com a empresa Rivoli do Brasil, responsável pela construção da ponte que ligará o município de Porto Nacional à rodovia BR-153. A empresa foi representada no ato pelo gerente Matteo Rossi.

O termo visa oficializar a cooperação entre as partes com o objetivo de intermediar a mão de obras que será empregada na construção. De acordo com a secretária Patrícia, o papel do Sine é apoiar as empresas do Estado e possibilitar que as contratações sejam de trabalhadores locais. “A ponte é uma necessidade de Porto Nacional e do Estado, para nós é uma grande satisfação contribuir para esse momento histórico. Nosso objetivo é unir forças para dar maiores chances aos nossos trabalhadores”, afirmou. 

Segundo o representante da Rivoli no Tocantins, Matteo Rossi, a previsão da empresa é oferecer até 400 vagas de emprego nos momentos auges da construção e explica: “Os trabalhos prévios de topografia, marinha, estudo ambientais, entre outros, já iniciaram, mas o momento de maiores contratações provavelmente acontecerá em julho, se tudo correr bem”.

Para Matteo a parceria com o Sine será importante, principalmente porque existem funções mais específicas na obra que podem exigir uma maior pesquisa em busca dos trabalhadores.

Sobre a obra

A nova ponte vai substituir a estrutura atual, que está parcialmente interditada desde setembro de 2011. Atualmente, somente veículos que tenham menos de 30 toneladas podem atravessar.

A obra tem orçamento de R$ 130 milhões e terá 1.488 metros de extensão, sendo 1.088m de armação de concreto e 400m de aterro. A estrutura atual tem somente 900 metros e foi construída na década de 1970.

 

Com Secom/Governo do TO

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.