publicidade
publicidade
Araguaína-TO, domingo, 08 de dezembro de 2019
Siga a REDE TO

Rede 190

Polícia prende grupo suspeito de assaltar bancos no TO, PA e MA

19/12/2017 19h45 | Atualizado em: 19/12/2017 20h35

Fotos: Divulgação/SSP-TO O grupo foi desarticulado durante a operação "Plunder", da Polícia Civil (PC), que cumpriu mandados de prisão temporária no Tocantins e em território paraense

REDAÇÃO
REDE TO


Sete pessoas foram presas, nesta terça-feira, 19, suspeitas de integrar uma organização criminosa especializada em assaltos a bancos no Tocantins, Pará e Maranhão. O grupo foi desarticulado durante a operação "Plunder", da Polícia Civil (PC), que cumpriu mandados em Araguaína e em território paraense.

Foram detidos temporariamente o líder da quadrilha, Caio Manezes Silva, e mais seis membros: Israel Teixeira de Jesus, Luciano Francisco Veras da Silva, Kleison Reis Chagas, João Bosco Sousa Oliveira, Maik Douglas Marcel da Silva, Kayo Lucas de Araújo e Douglas Dias Araújo.

De acordo com o delegado José Anchieta Menezes, titular do Núcleo Norte da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), a operação apreendeu
 três armas de fogo, sendo uma pistola de calibre restrito (9mm) e dois revólveres calibre 38, além de grande quantidade de comprimidos de anfetaminas, um veículo roubado, aparelhos celulares e apetrechos que seriam utilizados na ação criminosa.

Menezes explica que a operação é resultante do desdobramento das investigações do roubo a agência do Banco do Brasil na cidade de Filadélfia, no norte do Tocantins, no último dia 29 de outubro. 

O líder do grupo foi preso no Pará, mas a maioria dos integrantes foi detida em uma casa no setor São Miguel, em Araguaína. A polícia afirma que o grupo estava finalizando os preparativos para mais um assalto, dessa vez sob a liderança de Israel. 

Os suspeitos vão responder por tráfico de drogas, posse ilegal de arma de fogo, adulteração de sinal identificador de veículo e organização criminosa.

Os sete suspeitos foram encaminhados para a Casa de Prisão Provisória (CPP) de Araguaína, onde pemanencem recolhidos. 


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.