publicidade
publicidade
Max:35° Min:18°
Araguaína
Araguaína-TO, segunda, 25 de junho de 2018
Siga a REDE TO

Rede 190

Palmas: Dois jovens morrem após serem atropelados na capital

Um acidente aconteceu perto do aeroporto e o outro na TO-050

19/02/2018 10h56 | Atualizado em: 20/02/2018 18h14

Imagem 1: Fotomontagem REDE TO; Imagem 2: Divulgação Dinalmir Ribeiro Lopes, de 24 anos, e Diego dos Santos Morais, de 26, morreram atropelados, neste fim de semana, na capital

REDAÇÃO
REDE TO

 

Dois casos de atropelamento com morte foram registrados em Palmas, neste fim de semana. As vítimas são Dinalmir Ribeiro Lopes, de 24 anos, e Diego dos Santos Morais, de 26. Um acidente aconteceu no fim da tarde deste domingo, 18, a cerca de 1,5 km do Aeroporto Brigadeiro Lysias Rodrigues e o outro, na noite de sábado, 17, na TO-050, próximo à entrada do campus da Faculdade Católica do Tocantins. 

Dinalmir estava fazendo caminhada com o sogro, José da Conceição Reis, e uma cunhada, na estrada que dá acesso ao aeroporto da capital, quando um táxi em alta velocidade invadiu o acostamento e atropelou a mulher. A jovem foi arremessada a 15 metros de distância, chegou a ser socorrida com vida pelos bombeiros, mas morreu algumas horas depois de dar entrada no Hospital Geral de Palmas. Os outros dois pedestres não foram atingidos. 

Natural de Campos Lindos, no norte do estado, Dinalmir trabalhava como auxiliar de linha de produção em uma fábrica de temperos na capital. Após perícia no local do atropelamento, o corpo dela foi examinado no Instituto Médico Legal e liberado para sepultamento.

Em contato com a REDE TO, uma tia de Dinalmir informou que o velório e o enterro da jovem serão realizados em Campos Lindos, onde moram os pais da vítima. 

TO-050

Diego dos Santos trafegava de moto na TO-050, quando uma caminhonete bateu na traseira da motocicleta. Com a batida, o jovem perdeu o controle do veículo e caiu. Ele não resistiu aos ferimentos provocados pela queda e morreu no local. 

De acordo com a Polícia Militar, o motorista do carro, o empresário Antônio José Vieira, de 63 anos, foi preso em flagrante depois que se negou a fazer o teste do bafômetro. Os PMs que atenderam a ocorrência disseram que o condutor apresentava sinais de embriaguez. As alterações na capacidade psicomotora de Antônio José constam do termo assinado pelos militares. 

O motorista foi levado para a Casa de Prisão Provisória (CPP) de Palmas, mas foi solto depois da audiência custódia, onde ficou definido o pagamento de uma fiança no valor de 30 salários mínimos. A REDE TO aguarda posicionamento dos advogados do empresário. 

O corpo de Diego Morais passou por autópsia no IML da capital e foi liberado. O velório aconteceu na casa dele, no setor Sul, em Taquaralto, e o sepultamento em um cemitério local. 

A Polícia Técnico-Científica informou que o laudo com as causas do acidente deve ficar pronto em até 30 dias. 

 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.