publicidade
publicidade
Max:28° Min:22°
Araguaína
Araguaína-TO, sexta, 14 de dezembro de 2018
Siga a REDE TO

Municípios

Casal acusado de matar fotógrafo em assalto é condenado no TO

05/03/2018 19h03 | Atualizado em: 07/03/2018 18h00

Divulgação Casal que matou o fotógrafo Cláudio Frascari, de 40 anos, foi condenado, nesta segunda-feira, 05, a 28 anos de prisão

REDAÇÃO
REDE TO


João Fiel Neto e Nuryanne Stefhany Correia foram condenados, nesta segunda-feira, 04, pela morte do fotógrafo Cláudio Roberto Frascari, durante assalto a uma loja de roupas, em Gurupi, na região sul do Tocantins, em agosto de 2016.

Segundo a sentença, os réus cometeram mais de um crime durante a ação. Ao todo, foram seis atos de roubo contra as vítimas que se encontravam no local durante a abordagem; além do crime de latrocínio contra o fotógrafo, baleado durante a ação criminosa. Para cada um dos réus a pena ficou estabelecida em 28 anos, quatro meses e 24 dias de reclusão, em regime fechado; além do pagamento de 31 dias-multa.

Pena

Com base no artigo 157, § 3º do Código Penal, que estabelece a pena para casos de roubo com uso de violência resultante em lesão corporal grave, a juíza Mirian Alves Dourado condenou os réus a 20 anos de reclusão e 10 dias-multa.

Já com base no § 2º, I e II, do mesmo artigo, a magistrada definiu pena de oito anos, quatro meses e 24 dias de reclusão e pagamento de 21 dias-multa pelo fato do crime ter ocorrido contra seis pessoas ao todo.

"Tendo em vista a regra do concurso material de crimes, prevista no art. 69, caput do CP, somam as penas (artigo 157, § 3º (parte final) + art. 157, § 2º, incisos I e II, por seis vezes na forma do art. 70, todos do CP) em 28 (vinte e oito) anos 04 (quatro) meses e 24 (vinte e quatro) dias de reclusão e ao pagamento de 31 (trinta e um) dias-multa", estabeleceu a juíza da 1ª Vara Criminal de Gurupi.

O crime

O crime ocorreu no dia 1º de agosto de 2016, em uma loja de roupas no centro de Gurupi. João Fiel e Nuryanne entraram no estabelecimento e, logo em seguida, anunciaram o assalto. Os suspeitos renderam clientes e funcionários, e exigiram dinheiro. Como não conseguiram nenhuma quantia, os criminosos decidiram roubar os celulares das vítimas e peças de roupa.

Em um determinado momento, o alarme do estabelecimento foi acionado, Cláudio Frascari, um dos clientes, deixou a carteira cair e ao se abaixar para pegá-la, foi atingido com um tiro nas costas. O fotógrafo morreu no local. O casal fugiu levando roupas e pertences das vítimas.


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.