publicidade
publicidade
Araguaína-TO, segunda, 18 de outubro de 2021
Siga a REDE TO

Municípios

Vereador é denunciado por vender cargo de presidente da Câmara

15/03/2018 17h04 | Atualizado em: 16/03/2018 12h22

Divulgação Ministério Público acusa ex-presidente da Câmara de Aparecida do Rio Negro, Kedson Batista Soares (PSC) de vender cargo por R$ 20 mil para ex-vereador

REDAÇÃO
REDE TO


O Ministério Público Estadual ofereceu denúncia criminal contra o ex-vereador de Aparecida do Rio Negro Serafim Estácio Xavier e o vereador do município Kedson Batista Soares (PSC). Segundo o MPE, no ano de 2015, quando ainda era vereador, Serafim teria se candidatado à presidência da Câmara de Vereadores e oferecido vantagem indevida a Kedson, então presidente na época, para que pudesse vencer o pleito relativo ao exercício de 2016.

O inquérito instaurado para investigar o caso revela que para que Serafim pudesse vencer a eleição, na qual disputava com o vereador Luciano Machado (PRB), pertencente à chapa de Kedson, foi acordado que este último, então presidente, se isentaria de votar. Com a isenção, os dois concorrentes obteriam quatro votos cada um, vencendo Serafim em função de ser o mais velho. Pela isenção do voto, Kedson recebeu a quantia de R$ 20 mil de Serafim.

No entanto, arrependido do acordo e com o objetivo de continuar na presidência no exercício de 2016, mesmo após ter aceito o valor indevido, Kedson realizou uma manobra, baixando um decreto legislativo para prorrogar sua gestão por mais um ano, obtendo inclusive liminar da Justiça para a prorrogação.

Ciente dos fatos, a promotora de Justiça Renata Castro Rampanelli Cisi ouviu testemunhas, teve acesso às conversas trocadas entre os envolvidos e obteve a confissão do próprio Serafim, que se disse injustiçado por não ter sido cumprido o combinado com Kedson.

Na ação penal, o MInsitério Público pede que Serafim seja condenado por corrupção ativa e Kedson para Kedson por corrupção passiva. As penas variam de 2 a 12 anos de prisão. 

A REDE TO aguarda posicionamento das pessoas citadas na matéria. O email para envio de notas é [email protected].


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.