publicidade
publicidade
Araguaína-TO, segunda, 16 de setembro de 2019
Siga a REDE TO

Estado

Após 1h30 de apagão, energia é restabelecida em cidades do Tocantins

21/03/2018 18h05 | Atualizado em: 23/03/2018 11h40

Pixabay A queda de energia foi registrada por volta das 15h48 desta quarta-feira, 21, e afetou todos os 139 municípios do Tocantins

REDAÇÃO
REDE TO


Após 1h30 de interrupção, a energia elétrica foi restabelecida em todos os 139 municípios tocantinenses. De acordo com a Energisa, o blecaute foi causado por problema técnico na Usina de Belomonte. Além do Tocantins, o apagão foi registrado nos estados de Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Piauí, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe. Houve falhas na rede também em São Paulo e Minas Gerais. 

O Operador Nacional do Sistema Elétrico informou, em nota, que por volta das 15h48, uma perturbação causou o desligamento nas regiões Norte e Nordeste. Em consequência da perda de carga, explicou o ONS, entrou em funcionamento o primeiro estágio do Esquema Regional de Alívio de Carga do Sistema Sul, Sudeste e Centro-Oeste, com corte automático de consumidores.

"Os  sistemas Sul, Sudeste e Centro-Oeste ficaram desconectados do Norte e Nordeste", explicou o operador. Segundo o ONS, às 16h15, já havia sido realizada a recomposição de praticamente toda a carga no Sul, Sudeste e Centro-Oeste. No Tocantins, a energia começou a ser restabelecida por volta das 18 horas.

Embora a Energisa já tenha antecipado que a origem do problema está na Usina de Belomonte, a ONS disse que as causas de desligamento ainda estão sendo investigadas. 


Transtornos

Em Palmas, Araguaína e Gurupi, as três maiores cidades do Tocantins, foram muitos os transtornos causados pelo apagão. Com semáforos sem funcionar, o trânsito ficou caótico em algumas ruas e avenidas movimentadas. Na capital, a prefeitura pediu prudência aos condutores e pedestres e enviou agentes de trânsito para alguns cruzamentos na Teotônio Segurado. 

Sem energia, alguns órgão públicos tiveram o atendimento suspenso durante a tarde. No Fórum de Palmas, várias audiências marcadas para esta terça tiveram que ser adiadas. Há relatos de que uma mulher teria ficado preso por alguns minutos dentro de um dos elevadores do edifício. 


Moradores usaram as redes sociais para criticar o blecaute. "Aqui, no Tocantins, produzimos energia e estamos no apagão", afirmou um internauta. "Até quando este apagão?", questionou outro. "Só quero ver se a Energisa vai reembolsar o prejuízo dos comerciantes", declarou um terceiro. 

 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.