publicidade
publicidade
Max:33° Min:21°
Araguaína
Araguaína-TO, quarta, 23 de agosto de 2017
Siga a REDE TO

Estado

Hemocentros do Tocantins destacam a importância da solidariedade

14/06/2013 11h01 | Atualizado em: 14/06/2013 21h53

Elson Caldas/ATN Claudineia Costa Moreira, aproveitando folga do trabalho, dirigiu-se voluntariamente à sede do Hemocentro para exercer pela quarta vez a doação de sangue

Um gesto humanitário que contribui para salvar vidas. No Dia Mundial do Doador Voluntário, 14 de junho, o trabalho coordenado da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) tem sido direcionado para a mobilização de voluntários que se sensibilizem com a importância do ato de doar sangue

Campanhas que, de acordo com a responsável pela Captação de Doadores do Hemocentro Coordenador de Palmas, Geyse Lemes Medeiros, se ampliam não apenas em número de adesões como pela diminuição da resistência das pessoas em doarem.

Para realizar a doação, é necessário pesar mais de 50 quilos e ter condição saudável. O adolescente que tiver interesse em doar - tendo idade de 16 e 17 anos - deve ter autorização do responsável. Também não pode ter contraído doenças como malária, hepatite, chagas, AIDS, nem ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 24 horas, conforme normas da OMS – Organização Mundial de Saúde, que estipula um ideal de coleta em doação de 3% da população.

É importante lembrar que no ato da doação de sangue a pessoa não precisa estar em jejum. Quanto à periodicidade, no caso de pessoas do sexo masculino a doação pode ser feita até quatro vezes em 12 meses, e para as mulheres até três vezes com mesmo prazo.

Claudineia Costa Moreira, aproveitando folga do trabalho, dirigiu-se voluntariamente à sede do Hemocentro para exercer pela quarta vez a doação de sangue. Ela doa pelo menos duas vezes ao ano. Ato de consciência que assimilou com o marido, que já doa há oito anos. “Como não me faz falta e nem me prejudica em qualquer aspecto é uma coisa que faço porque sei que vai ajudar outras pessoas”, diz.

Também é assim com Idalércio da Silva Bezerra, 19 anos, que aos 18 anos doou pela primeira vez. “É importante porque é uma troca para ajudar a salvar vidas, ainda mais porque no meu caso tenho um dos tipos de sangue mais raros O negativo (O-)”, afirma o jovem que fala da importância do trabalho da divulgação em torno das campanhas de doação. “Ontem mesmo eu ouvia no rádio que o Hemocentro estava precisando de sangue como o que possuo”, contou.

Doação

Para doar, basta procurar um Hemocentro, entrar em contato pelo telefone 3218-3283 ou através do endereço hemoto.doesangue@gmail com – serviço que conta com um carro para transportar o voluntário até a unidade de coleta. As ações do Hemocentro também podem ser conferidas pelo facebook (hemotopalmas).

Em Palmas, o Hemocentro fica na 301 Norte, LO 10 Plano Diretor Norte. Também é possível doar no núcleo do Hemocentro do HGP ou na unidade móvel da Feira da 304 Sul, às quintas-feiras. Em Paraíso, o caminhão de coleta do Hemocentro atende a população às terças-feiras na quadra coberta da cidade, além dos hospitais regionais de Araguaína, Gurupi e Augustinópolis

 

Da ATN

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.